A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

15/07/2014 17:46

Torcedores pedem Tite, Muricy, gringo e até Parreira na seleção

Helton Verão e Filipe Prado
Pedro Vilhalva sonha com Tite no comando (Foto: Marcelo Victor)Pedro Vilhalva sonha com Tite no comando (Foto: Marcelo Victor)
Osaildo quer Pep Guardiola no comando da canarinho (Foto: Marcelo Victor)Osaildo quer Pep Guardiola no comando da canarinho (Foto: Marcelo Victor)
Ezequiel crê que Muricy colocaria ordem na seleção (Foto: Marcelo Victor)Ezequiel crê que Muricy colocaria ordem na seleção (Foto: Marcelo Victor)
Carlos quer Ancelloti (Foto: Marcelo Victor)Carlos quer Ancelloti (Foto: Marcelo Victor)

Após a oficialização da demissão do técnico Luiz Felipe Scolari e toda a comissão técnica da seleção brasileira, o “zum-zum-zum” sobre quem assume um dos cargos mais importantes para os brasileiros já começou. Nas ruas da Capital, Tite, Muricy Ramalho, um estrangeiro e acredite se quiser, até Carlos Alberto Parreira, que era auxiliar de Felipão foi citado.

A CBF (Confederação Brasileira de Futebol), porém, ainda não da pistas sobre quem contratar. “Tem que ser o Tite, primeiro que ele já foi do Corinthians e é um bom técnico, ia ajudar muito a seleção”, comenta Pedro Vilhalva 19 anos.

Outro que aposta no gaúcho é Douglas Henrique Blini, 28 anos. “Tite! Ele ganhou vários títulos com o Corinthians e estuda bastante o adversário, vai atualizar a seleção. Precisamos de estrategista e não um paizão”, constata Blini.

“Tem que ser o Muricy, por ser um dos mais experientes, vai levantar a moral da seleção”, comenta Ezequiel Gomes, 27 anos.

Gringo – Outra hipótese que tem sido cogitada por jornais e torcedores é a contratação de um técnico de fora, mas reformular o futebol de uma forma mais rápida. Pep Guardiola, José Mourinho e Jorge Sampaoli sempre são bem falados. “Tem que ser um técnico de fora, do Real Madri, não lembro o nome (Carlo Ancelotti), tenho certeza que iria melhorar”, garante Carlos Neri, 60 anos.

“Tem que ser de fora, o Pep Guardiola. Hoje no Brasil não tem técnico para dirigir o time”, aposta Osaildo Dutra, 31 anos.

Inesperado – Entre todos entrevistados, o comentário mais inusitado foi de Elivan da Silva, 35 anos. Para ele, quem deve comandar é uma pessoa que acabou de ser demitida. “Tem que ser o Parreira, ele estava na comissão mas não podia opinar, como técnico iria mudar toda seleção”, prefere Silva.

Além do técnio Luiz Felipe Scolari, do auxiliar Flávio Murtosa e do coordenador Carlos Alberto Parreira, também deixam a Seleção o analista de desempenho Thiago Larghi, o preparador físico Paulo Paixão, o médico José Luis Runco, preparador de goleiros Carlos Pracidelli e até o assessor de imprensa Rodrigo Paiva.

Quinta-feira (17), José Maria Marin vai conceder entrevista coletiva na sede da CBF. Já com um novo comandante, a Seleção volta a campo para amistosos em setembro, nos Estados Unidos. No dia 5, enfrenta a Colômbia, em Miami. Quatro dias depois, o adversário será o Equador, em Nova Jersey.

Pelo histórico no Corinthians, Douglas aposta em Tite para resolver os problemas (Foto: Marcelo Victor)Pelo histórico no Corinthians, Douglas aposta em Tite para resolver os problemas (Foto: Marcelo Victor)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions