ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEGUNDA  26    CAMPO GRANDE 25º

Jogo Aberto

Alok é novo xodó de senador em Comissão do Pantanal

Por Ângela Kempfer, Nyelder Rodrigues e Leonardo Rocha | 21/09/2020 06:00
ueNelsinho com Alok no colo, em dia de reunião da Comissão do Pantanal. (Foto: Reprodução Facebook)
Nelsinho com Alok no colo, em dia de reunião da Comissão do Pantanal. (Foto: Reprodução Facebook)

Xodó - Aos 59 anos, o senador Nelsinho Trad deu um nome bem moderninho para “o novo integrante da família”. Durante reunião da Comissão do Pantanal, na sexta-feira, ele apresentou Alok, cãozinho batizado assim como o DJ mais famoso do Brasil na atualidade.

Reforma na saúde - Servidores de unidades de saúde do Aero Rancho, Coronel Antonino, Vila Almeida e Universitário, fizeram uma vaquinha para melhorar as instalações de 4 UPAs e Centros Regionais. Compraram ar condicionado, móveis, cortinas e até tampa de sanitário e chuveiro.

Beliche nova - Na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da Vila Almeida, a vaquinha ainda não terminou. Mas na unidade do Aero Rancho, o dinheiro arrecadado entre os servidores rendeu até beliche no alojamento feminino.

Por conta própria - A divulgação da pequena reforma vem acompanhada de críticas. Segundo funcionários, o que motivou a vaquinha foram as condições insalubres de trabalho.

Figura - Depois de confusão com opositores no fim de semana, o prefeito de Rio Verde, Mário Kruger, virou meme. Logo depois do entreveiro, surgiram as brincadeiras. No WhatsApp, circula uma figurinha com sua foto, de chapelão, e os dizeres "perdi meu revorvi".

Reincidente - O prefeito já havia criado polêmica no mês passado, quando, durante entrevista à rádio da cidade, disse que uma moradora transsexual de Rio Verde não "tinha utilidade nenhuma”.

Mais fácil - Já no segundo mandato, ao ser questionado se, diante de tantas confusões, pretende largar a política, já que está com 72 anos, Kruger não se esquiva: "Continuo, mas como vereador ou deputado. Administrar é muito difícil, só fiscalizar é mais fácil"

Nas bancas - A semana é de lançamento de “Um paciente chamado Brasil”. O livro do ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, chega às livrarias em 25 de setembro.  A obra tem detalhes dos cerca de dois meses de trabalho da equipe de Mandetta contra a covid-19. O ex-ministro promete um “relato franco” sobre o que teve de enfrentar nesse período.

Comer mal - O Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) desqualificou material chamado Guia Alimentar para a População Brasileira, que orienta escolha de alimentos  com produtos de acordo com o nível de processamento.

Comer bem - A reação veio do Conselho Regional de Nutricionistas da 3ª região (que representa SP e MS). A entidade publicou nota defendendo que “o guia apresenta um conjunto de informações, análises, recomendações e orientações sobre escolha, combinação, preparo e consumo de alimentos que objetivam promover a saúde de pessoas, famílias e comunidades e da sociedade brasileira como um todo, além de reforçar que uma alimentação adequada e saudável precisa ser balanceada, deve priorizar os alimentos in natura e minimamente processados".

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário