A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 18 de Agosto de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


29/09/2017 06:00

Após recuar de projeto, deputados mudam atitude

Marta Ferreira

Escaldados – Depois de recuar em um projeto de lei sobre defesa do consumidor, que tinha passado facilmente pela casa, e manter o veto do Executivo, os deputados estaduais mudaram de estratégia. Eles rejeitaram de cara uma nova proposta, que obrigava as empresas a fazer cobranças por telefone apenas no horário comercial.

Explicação – Paulo Siufi (PMDB) usou a si mesmo como exemplo para justificar sua posição contrária ao projeto. 'Se me ligarem durante o horário comercial podem não me achar porque estarei na sessão ou no consultório então podem me ligar em outros horários, não vejo problema'.

Silêncio – Autor da proposta, o deputado Felipe Orro (PSDB), não reclamou dos colegas. Normalmente, quando há descontentamento, os parlamentares usam a tribuna para se manifestar. Orro não fez isso.

Fácil – Vai passar sem dificuldades pela Assembleia Legislativa o projeto que prevê desconto nos encargos e prazo de até 36 meses para que seja quitadas dívidas de tributos estaduais. Na avaliação do presidente da Assembleia, Junior Mochi (PMDB), a proposta do Executivo é boa para todo mundo. “Os empresários acertam suas dívidas e o governo consegue um recurso a mais para o tesouro”.

Montante – A dívida em impostos chega a cifra de R$ 6 bilhões. O governo queria, com o Refis, recuperar pelo menos R$ 600 milhões. Mas diante da situação de crise, a expectativa mais realista é de que R$ 100 milhões voltem aos cofres públicos.

Lado – Propositor do cadastro estadual de pedófilos, que já tem lei aprovada mas ainda não está regulamentado, o deputado Coronel David (PSC), defendeu a iniciativa durante evento que reuniu especialistas em combate a violência sexual contra crianças. Usou o argumento já conhecido dele de que muitos que atuam na área “preferem pensar nos direitos dos criminosos, ao invés da defesa e proteção das pessoas de bem”.

Reciclagem – Hoje é Dia de Inclusão da Pessoa com Deficiência e de pessoas reabilitadas no mercado de trabalho. Para anunciar uma ação que será realizada, a Funtrab distribuiu panfletos, digamos, respeitando o conceito de sustentabilidade.

Dois anos depois – É que o material foi confeccionado para a mesma data, mas dois anos atrás. Na época, as ações foram realizadas no dia 25 de setembro, data que foi mantida no panfleto entregue para a ação deste ano, que ocorre no dia 29.

Medo do desemprego – Grupo de trabalhadores das JBS reuniu-se nesta quinta-feira (28) com o deputado estadual Pedro Kemp (PT), integrante da CPI que investiga irregularidades nos acordos da empresa com o governo para incentivo fiscal. Eles querem proteção aos empregados da empresa, de uma demissão em massa, por exemplo.

Muitas famílias - Segundo Federação dos Trabalhadores da Indústria de Alimentação em MS, algo do tipo seria um baque para muitas famílias. A estimativa da entidade é que são 20 mil trabalhadores no Estado para a JBS, a principal compradora de carne bovina na pecuária sul-mato-grossense.

(Com Leonardo Rocha)

Rotatória da Coca-Cola e a falta de educação
Boca-suja– O diretor-presidente da Agetran (Agência Municipal de Trânsito), Janine de Lima Bruno, contou nesta semana que mudanças na confluência ent...
MDB teve divisões sobre Mochi candidato
Opinião – O deputado Eduardo Rocha (MDB) admite que a escolha de Junior Mochi para candidato na legenda não teve consenso desde o início, após a desi...
Senador critica "descaso" com Paraguai
Vizinho desprestigiado – O ministro Carlos Marun, da Secretaria de Governo, e o senador Pedro Chaves (PRB/MS) foram os dois únicos representantes de ...
Campanha tucana atrai 75% dos prefeitos
Apoio – Enquanto o MDB, antigo aliado histórico do PSDB, patinou para fechar sua candidatura do governo do Estado, os tucanos contabilizam adesões. N...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions