A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 15 de Outubro de 2019


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


16/09/2019 06:00

Aposentado, Odilon de Oliveira entra na mira do TRF

Anahi Zurutuza e Marta Ferreira
Pedágio na BR-163; hoje, a tarifa varia de R$ 5,10 a R$ 7,80 (Foto: Marcos Ermínio/Arquivo)Pedágio na BR-163; hoje, a tarifa varia de R$ 5,10 a R$ 7,80 (Foto: Marcos Ermínio/Arquivo)

Tem mais – O processo administrativo aberto contra o ex-juiz federal Odilon de Oliveira (sem partido) na semana passada não deve ser o único que ele responderá no TRF3 (Tribunal Regional Federal da 3ª Região).

Mais dia, menos dia – Tem mais coisa rolando por lá e o encaminhamento de nova investigação dele ser dado nos próximos meses, conforme apurou a coluna.

Omissão – Quase dois anos depois de pedir aposentadoria do cargo e três anos e meio depois do escândalo envolvendo desvio de dinheiro apreendido pela 3ª Vara da Justiça Federal em Campo Grande, Odilon virou alvo de processo para investigar a omissão do magistrado diante da descoberta de que seu ex-assessor, Jedeão de Oliveira, destruiu documentos quando soube que seria demitido por suspeita de apropriar-se de valores em reais e em dólar.

Pesquisa – O Instituto Datafolha que saber o que os sul-mato-grossenses acham da concessão da BR-163, a única privatizada no Estado, e dos serviços prestados pela CCR MSVia. A pesquisa é por telefone.

E o pedágio? – O questionário chega a perguntar se o usuário concorda com o valor cobrado pelo pedágio e quanto acha que vale o serviço oferecido. Hoje, a tarifa varia de R$ 5,10 a R$ 7,80.

Desde 2014 - A CCR MSVia assumiu a BR-163 em 2014 e recebeu o direito de explorar pedágios na pista em troca de investimentos na duplicação, que não foi concluída. Hoje, os trechos duplos representam menos de 20% do previsto. A empresa tenta reequilibrar o contrato.

Projeto de lei – Quatro dias depois de enfermeiro ser esfaqueado por paciente em unidade de saúde de Campo Grande, o vereador Hederson Fritz (PSD), que é enfermeiro, anunciou projeto de lei com objetivo de proteger os profissionais da área.

Proibição – No anúncio, ele não explica como, mas a proposta prevê, dentre outras medidas, vedar “o uso indiscriminado de filmagens” dos profissionais nos postos de saúde, porque, segundo o vereador, gravações têm sido usadas para expor trabalhadores nas redes sociais e estimulam a violência contra os mesmos.

Denúncias – O parlamentar diz ainda que recebe em média uma denúncia por dia de agressão física e ao menos 5 de violência verbal contra quem trabalha na rede municipal de saúde. O projete deve prever multa contra os agressores.

Cartão postal – O ipê amarelo que floresceu na Rua Marquês de Lavradio, no Bairro Tiradentes, em Campo Grande, virou atração e plano de fundo para selfies mesmo. O Campo Grande News passou por lá neste domingo e flagrou dezenas de pessoas parando para fotografá-lo. O deputado estadual Rinaldo Modesto (PSDB) também não resistiu e publicou uma foto nas redes sociais. “Apresento o ipê mais florido de Campo Grande”, legendou o parlamentar.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions