A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


10/09/2013 06:00

Bernal alerta que não quer repetir Artuzi

Edivaldo Bitencourt

Superlotação – A entrega de computadores para os Conselhos Tutelares na Governadoria, ontem, estava super prestigiada. O evento teve a presença de 32 prefeitos, dois deputados estaduais e dois federais. O palco foi pequeno para comportar tanta autoridade.

Visual - O palco foi montado em frente ao sol para que os carros que seriam entregues aos prefeitos ficassem de “fundo” tanto para as fotos como para filmagem. Entretanto com a demora para entrega de chaves e discursos, os homenageados ficaram muito tempo expostos ao sol e acabaram saindo do evento mais “bronzeados”.

Sortudo – Nem todo mundo sofreu, na manhã de ontem, durante o evento na Governadoria. O prefeito de Rio Verde, Mário Kruger (PT) se deu bem graças ao visual, já que vive com um chapéu. O deputado Junior Mochi não resistiu e colocou um boné para proteger a “vasta cabeleira”.

Elogios - Edson Giroto, autor da emenda que possibilitou a compra de automóveis aos conselhos tutelares, destacou que a bancada federal de MS trabalha junto, apesar dos parlamentares serem de partidos diferentes. “Sempre digo que trabalhamos em conjunto, pois quando acaba a eleição termina a rivalidade e voltamos a ser unidos, isto é um exemplo de boa política”, afirmou.

Pouco - A secretária de Estado de Trabalho e Assistência Social, Tânia Garib, acabou admitindo que o investimento de R$ 1 milhão para os Conselhos Tutelares “é pouco”. No entanto, destacou que o investimento já vai fazer a diferença e aproveitou para pleitear mais R$ 1 milhão, que serão pedidos por Giroto e pelo senador Waldemir Moka (PMDB).

Ação – O ex-prefeito de Campo Grande, Nelson Trad Filho, não ficou só no discurso sobre o processo contra o atual secretário municipal de Saúde, Ivandro Corrêa Fonseca. Ele já ingressou com ação na Justiça contra as acusações feitas pelo titular da Sesau, sobre a situação deixada na área de saúde.

Deixa o homem trabalhar – O prefeito Alcides Bernal (PP) desabafou, literalmente, ontem de manhã, sobre o iminente processo de cassação do mandato na Câmara Municipal. Conforme ele, pesquisas indicam que 80% da população lhe apoia e defende o jargão “deixa o homem trabalhar”.

Inocentado vivo – O prefeito também citou o ex-prefeito de Dourados, Ari Artuzi, falecido no dia 23 de agosto deste ano. Ele acabou sendo inocentado pela Justiça poucas horas antes de morrer. Sem citar o falecido, Bernal disse que o povo deve ficar atento para a Justiça não ser feita tarde demais e citou, que não quer ser "inocentado depois de morto". 

Processos – O prefeito Alcides Bernal vai reagir com uma onda de processos contra a revista Veja e jornais. Ele nega a denúncia de que se apropriou o dinheiro de uma cliente, conforme nota da revista do grupo Abril. Bernal explicou que um ex-assessor causou a confusão. Ele quer pedir retratação da revista e denunciou o advogado na OAB/MS.

Homenagem – O Conselho Regional de Administração entrega hoje a Comenda Mister Peter Drucker, a mais elevada honraria da entidade, ao governador André Puccinelli. Em sessão solene na Assembleia, o conselho homenageia as administradoras Telma Cristina Fernandes Henriques e Maura Catharina Gabinio e Souza. A indicação é do deputado estadual Felipe Orro (PDT).

(colaborou Bruno Chaves, Lidiane Kober e Leonardo Rocha)

Reinaldo apoia crescimento dos evangélicos
Decisão divina - Palestrante principal do Fórum Evangélico realizado nesta segunda-feira em Campo Grande, a cantora e pastora Damares Alves disse que...
2018 será ano mais curto para o Legislativo
Três meses – Carnaval, Semana Santa, campanhas eleitorais, Copa... Tudo isso encurta 2018 para os trabalhos legislativos. A observação é de Fábio Tra...
Máfia do Cigarro passa quase livre nas estradas
Esquema antigo - A atuação da Máfia do Cigarro em Mato Grosso do Sul vem de décadas e, de tempos em tempos, surge uma nova denúncia envolvendo polici...
MS também tem "bunker" cheio de dinheiro
Versão tupiniquim - O “bunker”de Geddel Vieira, que escondeu R$ 51 milhões de propina, tem versão pantaneira. Paredes de apartamento de um político e...


Ja vi este filme, e no final o mal vence, quem perde é a população , que votou certo e tem que ser contrariada , por políticos sedentos de poder.
 
juarez delmondes em 10/09/2013 18:44:23
Apesar do discurso do prefeito Bernal nesse evento, eu continuo o aconselhando que ele deixe o poder para quem tem ambição por ele, pois a vida vale mais do que o poder temporário. O ex-prefeito Artuzi é o grande exemplo no momento. Como dizia aquela música: mamãe eu não quero ser prefeito, pode ser que eu seja eleito, e alguém vai querer me assassinar! A inveja dos adversários é maligna; o ódio deles é infernal e destruidor, não compensa levar seu projeto de ser prefeito avante, no fim eles vão te condenar e ficar com o poder pra eles. Deixa, no final haverá juízo de Deus, e todos terão que prestar conta perante o todo-poderoso!
 
Olices Trelha em 10/09/2013 10:04:28
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions