ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, TERÇA  20    CAMPO GRANDE 31º

Jogo Aberto

Bernal alerta que não quer repetir Artuzi

Por Edivaldo Bitencourt | 10/09/2013 06:00

Superlotação – A entrega de computadores para os Conselhos Tutelares na Governadoria, ontem, estava super prestigiada. O evento teve a presença de 32 prefeitos, dois deputados estaduais e dois federais. O palco foi pequeno para comportar tanta autoridade.

Visual - O palco foi montado em frente ao sol para que os carros que seriam entregues aos prefeitos ficassem de “fundo” tanto para as fotos como para filmagem. Entretanto com a demora para entrega de chaves e discursos, os homenageados ficaram muito tempo expostos ao sol e acabaram saindo do evento mais “bronzeados”.

Sortudo – Nem todo mundo sofreu, na manhã de ontem, durante o evento na Governadoria. O prefeito de Rio Verde, Mário Kruger (PT) se deu bem graças ao visual, já que vive com um chapéu. O deputado Junior Mochi não resistiu e colocou um boné para proteger a “vasta cabeleira”.

Elogios - Edson Giroto, autor da emenda que possibilitou a compra de automóveis aos conselhos tutelares, destacou que a bancada federal de MS trabalha junto, apesar dos parlamentares serem de partidos diferentes. “Sempre digo que trabalhamos em conjunto, pois quando acaba a eleição termina a rivalidade e voltamos a ser unidos, isto é um exemplo de boa política”, afirmou.

Pouco - A secretária de Estado de Trabalho e Assistência Social, Tânia Garib, acabou admitindo que o investimento de R$ 1 milhão para os Conselhos Tutelares “é pouco”. No entanto, destacou que o investimento já vai fazer a diferença e aproveitou para pleitear mais R$ 1 milhão, que serão pedidos por Giroto e pelo senador Waldemir Moka (PMDB).

Ação – O ex-prefeito de Campo Grande, Nelson Trad Filho, não ficou só no discurso sobre o processo contra o atual secretário municipal de Saúde, Ivandro Corrêa Fonseca. Ele já ingressou com ação na Justiça contra as acusações feitas pelo titular da Sesau, sobre a situação deixada na área de saúde.

Deixa o homem trabalhar – O prefeito Alcides Bernal (PP) desabafou, literalmente, ontem de manhã, sobre o iminente processo de cassação do mandato na Câmara Municipal. Conforme ele, pesquisas indicam que 80% da população lhe apoia e defende o jargão “deixa o homem trabalhar”.

Inocentado vivo – O prefeito também citou o ex-prefeito de Dourados, Ari Artuzi, falecido no dia 23 de agosto deste ano. Ele acabou sendo inocentado pela Justiça poucas horas antes de morrer. Sem citar o falecido, Bernal disse que o povo deve ficar atento para a Justiça não ser feita tarde demais e citou, que não quer ser "inocentado depois de morto".

Processos – O prefeito Alcides Bernal vai reagir com uma onda de processos contra a revista Veja e jornais. Ele nega a denúncia de que se apropriou o dinheiro de uma cliente, conforme nota da revista do grupo Abril. Bernal explicou que um ex-assessor causou a confusão. Ele quer pedir retratação da revista e denunciou o advogado na OAB/MS.

Homenagem – O Conselho Regional de Administração entrega hoje a Comenda Mister Peter Drucker, a mais elevada honraria da entidade, ao governador André Puccinelli. Em sessão solene na Assembleia, o conselho homenageia as administradoras Telma Cristina Fernandes Henriques e Maura Catharina Gabinio e Souza. A indicação é do deputado estadual Felipe Orro (PDT).

(colaborou Bruno Chaves, Lidiane Kober e Leonardo Rocha)

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário