ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, QUINTA  13    CAMPO GRANDE 22º

Jogo Aberto

Do contra

Por Jogo Aberto | 04/07/2011 06:00

Bate-boca e até voz de prisão marcaram atendimento de um acidente de trânsito na semana passada, em Campo Grande. Médica do Samu reclamou da forma como bombeiros removiam a vítima, disse que assumiria o caso e quando chegou com o paciente na Santa Casa, recebeu voz de prisão de um dos bombeiros.

No sábado, durante reunião do diretório regional do PMDB, o governador André Puccinelli descartou, mais uma vez, apoiar o senador Delcídio do Amaral para governador em 2014. “O Delcídio não é o meu candidato. Temos dois guris novos: o Nelsinho e a Simone, que estamos preparando”, justificou.

O governador também fez declarações no estilo a união faz a força. Lembrou que o senador Waldemir Moka (PMDB) estava em quarto e chegou em segundo na disputa pelo Senado. “Colocamos 15 alças do lado esquerdo do caixão do Moka, 15 alças do lado direito e teve o tratoraço. O PMB é trator, mas é trator do povo”.

Em seguida, aos risos, disse que esperava que a analogia não chegasse deturpada aos ouvidos do Moka, o dono do caixão usado na comparação. Ainda sobre eleição, falou da disposição do partido em ter candidatura própria nas cidades. Sobre Porto Murtinho, o alerta foi especial: “Nem que seja na bala, temos que ganhar”.

Puccinelli demonstrou irritação ao falar do deputado federal Vander Loubet (PT), que participou de audiência pública em Maracaju sobre ferrovia. André reclamou que o projeto de ampliação integra o PAC desde janeiro de 2008, e, segundo Puccinelli, Vander afirmou que Porto Murtinho só entrou no projeto por causa do petista. “O bonitinho não fez nada” e “ “oportunista” foram os comentários mais leves dirigidos a Vander pelo governador.

A Comissão de Minas e Energia decidiu investigar a diferença tão grande das tarifas de energia no Brasil e programa audiência pública para discutir os assunto. O Congresso estuda a criação de mecanismos para reduzir as disparidades regionais de preços e evitar tarifas elevadas nos estados com baixa densidade populacional. Um dos estados com a maior tarifa é Mato Grosso do Sul.

O executivo Marcelo Castelli assume a presidência da Fibria, empresa de celulose com filial em Três Lagoas e planos de expansão já em andamento no município. Ele assume no lugar de Carlos Aguiar, que irá para o Conselho de Administração da empresa em 2012, depois de 3 anos no cargo.

Depois da derrota no primeiro jogo da final do Campeonato Estadual, o goleiro Mauro do Aquidauanense foi acusado de ter falhado de propósito na defesa dos dois primeiros gols do Cene. O titular foi substituído e no vestiário levou um puxão de orelhas que por pouco não terminou em pancadaria, relatou a imprensa de Aquiaduana.

Em Navirai, a ferrovia também virou motivo de debates. Empresários defendem que o traçado previsto no PAC II seja perto do perímetro urbano, ao contrário do projeto original que coloca os trilhos 30 quilômetros a oeste da cidade. A defesa vai contra as ações desenvolvidas nos dias atuais por municípios que inventem milhões para tirar os trilhos da região central e fazer um contorno ferroviário, como Três Lagoas, por exemplo.