ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, TERÇA  16    CAMPO GRANDE 28º

Jogo Aberto

Candidata leva pancada na cabeça e fica de molho

Por Anahi Zurutuza, Jéssica Benitez e Caroline Maldonado | 05/08/2022 06:00
Giselle Marques em entrevista no dia da convenção do PT em MS (Foto: Paulo Francis/Arquivo)
Giselle Marques em entrevista no dia da convenção do PT em MS (Foto: Paulo Francis/Arquivo)

Acidente – A candidata à Governadora de Mato Grosso do Sul pelo PT, Giselle Marques, teve de botar a campanha de molho. Na noite de quarta-feira (3), voltando de Brasília para Campo Gr ande, ela levou uma forte pancada na cabeça, provocada por uma sacola contendo canecas de porcelana, deixada no bagageiro por outro passageiro do voo. Ainda segundo a assessoria, ela foi socorrida, mas ainda ontem pela manhã não estava se sentindo bem.

Agenda cancelada – Segundo a assessoria de imprensa, Giselle esteve em Brasília, conversando com deputados e senadores para articular a campanha do ex-presidente Lula no Estado. Os compromissos políticos da candidata foram cancelados até que ela recupere a saúde.

Martelo batido - Nesta quinta-feira (4), Giselle Marques e Tiago Botelho foram aprovados pela executiva nacional do PT como candidatos ao Governo e Senado, respectivamente. Os nomes já haviam sido oficializados pelo diretório estadual em convenção partidária, no dia 30.

Liberdade – Pelo menos pelos próximos dias o ex-secretário de Obras Edson Giroto está livre da prisão. Juiz José Henrique Kaster Franco suspendeu decisão que determinava apresentação de Giroto à Casa do Albergado. Segundo o magistrado, conforme apontou a defesa, de fato a ação ainda não transitou em julgado, ou seja, há espaço para recurso.

STJ – E a defesa de Giroto aguarda julgamento de recurso extraordinário ingressado no STF (Supremo Tribunal Federal) com sessão virtual agendada para esta sexta-feira (5). “Enfim deve ser suspensa a determinação de cumprimento de pena”, decidiu o juiz.

Revés – O desembargador Marcelo Câmara Rasslan suspendeu liminar que obrigava a Prefeitura de Sidrolândia a repassar R$ 700 mil à Sociedade Beneficente Dona Elmiria Silvério Barbosa. A verba é oriunda de emendas dos deputados federais Dagoberto Nogueira (PDT) e Rose Modesto (União Brasil).

Ops – Cada vez que um visitante erra o nome, os sul-mato-grossenses não toleram. Mas desta vez, o “do Sul” faltou em texto do projeto de lei 803/22 do vereador Otávio Trad (PSD), em trecho que cita dados sobre suicídios no Estado. O projeto é para permitir que cartazes com mensagens de combate ao suicídio sejam afixados em vias, ferrovias, viadutos, pontes e outros.

Dia do Coach – A Câmara aprovou e a prefeita Adriane Lopes (Patriota) sancionado a lei que cria o Dia Municipal do Coach, a ser comemorado em 12 de novembro. Autor do projeto, o vereador Victor Rocha (PP), argumentou que considerava importante lembra do profissional em tempos que “existem crises em diferentes campos da vida das pessoas”. A profissão não é regulamentada no Brasil.

Reprovados – A Justiça Eleitoral manteve decisão que determinou ao PT de Dourados devolução de R$ 1.172 ao Tesouro Nacional e suspensão do recebimento das cotas do Fundo Partidário por um ano devido a reprovação das contas anuais da sigla. O partido tentou reverter a situação, alegando que houve equívoco na interpretação dos dados, porém não obteve sucesso.

Por aí – A quinta-feira (4) foi mais um dia de plenário vazio na Assembleia Legislativa. Dos 24 deputados, 22 marcaram presença na sessão, mas só o presidente, Paulo Corrêa (PSDB), Pedro Kemp (PT), Paulo Duarte (PSB) e Coronel David (PL) botaram os pés no carpete. O restante participou por videoconferência.

Nos siga no Google Notícias