A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 15 de Setembro de 2019


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


03/09/2019 06:00

Comandante da PM adota cautela sobre indulto

Ângela Kempfer
Presídio militar, onde cumprem pena policiais condenados em MS. (Foto: Arquivo)Presídio militar, onde cumprem pena policiais condenados em MS. (Foto: Arquivo)

Cautela - Sem euforia. Assim foi recebida no comando da Polícia Militar em MS a fala do presidente Jair Bolsonaro (PSL) sobre a intenção de pedir sugestão ao comando das forças de segurança de policiais presos injustamente, para concer o indulto deste ano. O perdão de pena é prerrogativa presidencial e Bolsonaro já disse que quer beneficiar policiais que, na visão dele, não deveriam estar presos.

Tem que ver - Indagado a respeito, o comandante da PM em Mato Grosso do Sul,  Waldir Ribeiro Acosta, declarou que não poderia opinar, ainda e que preciso ter informações mais detalhadas sobre como funcionaria esse indulto. Depois, atribuiu à Corregedoria da Corporação a tarefa de se manifestar a respeito, com base em dados mais concretos.

Fatura – Estamos quase na eleição de 2020, mas a disputa do ano passado continua mandando contas. Em alguns casos, literalmente. Edital de notificação publicado ontem no Diário de Justiça Eleitoral deu 30 dias para que o responsável pela página MS sem Corrupção, do Facebook, pague R$ 5 mil de multa referentes a condenação por publicações contestadas.

Fakes – A ação partiu da coligação Avançar com Responsabilidade, do governador reeleito Reinaldo Azambuja (PSDB), que já havia conseguido, durante a campanha, condenação contra os gestores da página por divulgarem fake news. Se o pagamento da multa não ocorrer, o caso será remetido à Procuradoria da Fazenda Nacional, para execução.

Suspenso – Não é apenas em Campo Grande que a Justiça Eleitoral tem aplicado punições a partidos por irregularidades na prestação de contas do ano passado. O PDT de Três Lagoas e o PL de Pedro Gomes (antigo PR) tiveram os acertos desaprovados por não terem aberto conta bancária para movimentar recursos em 2018. Os partidos ficarão três meses sem receber o fundo partidário – embora caiba recurso.

Tarefa feita - A Polícia Civil de Iguatemi anda faceira divulgando um feito para a equipe em agosto. Conseguiu zerar as investigações envolvendo casos de violência contra a mulher. Só este ano, já foram 96 casos só no município.

Bom exemplo - O conceito Carne Carbono Neutro, criado pela Embrapa Gado de Corte em Mato Grosso do Sul, voltou a ser lembrado nos últimos dias por conta dos debates ambientais, com o aumento das queimadas e a caça aos culpados.

Ecológica - O selo foi lançado em 2016 e certifica a sustentabilidade ambiental da produção. A ideia é incentivar o reflorestamento integrado às pastagens e transformar a pecuária em atividade sustentável e ecológica.

Direitinho - Alvo sempre de muitas polêmicas, o Tribunal de Justiça do Estado vai elaborar um plano de pagamento de precatórios. O TJ quer virar referência no assunto, depois de puxão de orelhas generalizado do Conselho Nacional de Justiça, que determinou mudanças na gestão.

Nem sempre - Responsável pela definição dos locais em Campo Grande que recebem redutores de velocidade, a Agetran recebe pedidos para isso a "cada acidente", testemunha o diretor-presidente Janine de Lima Bruno. Segundo ele, porém, essa não é a conduta ideal. Em alguns lugares, afirma, um redutor travaria o trânsito e até dificultaria o tráfego em vias que são rotas de equipes de socorro, por exemplo.

 

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions