ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SÁBADO  24    CAMPO GRANDE 27º

Jogo Aberto

De 138 presos no fim de ano, só 6 são mulheres

Por Ângela Kempfer | 10/01/2020 06:00
A atriz Vanessa Giácomo foi escalada para ser Eliza Samudio em série da Globo. (Foto: Montagem Campo Grande News)
A atriz Vanessa Giácomo foi escalada para ser Eliza Samudio em série da Globo. (Foto: Montagem Campo Grande News)

Espancadas - Em 18 dias de recesso do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, 28 mulheres foram vítimas da violência só em Campo Grande. No balanço do TJ/MS sobre o plantão de fim de ano, os registros reforçam a necessidade de polícias públicas contra esse tipo de crime, na maioria das vezes, silencioso.

2º no ranking - De 20 de dezembro até 6 de janeiro, 12 mulheres foram ameaçadas, 15 agredidas fisicamente e 1 estuprada. Em tempos de festas familiares, a proximidade eleva também os conflitos. No universo de crimes praticados que geraram audiência de custódia, a violência contra a mulher ficou em segundo lugar, superada só por outro problema grave de Campo Grande, o tráfico de drogas.

Sem registro - No ano passado, durante o mesmo recesso de Natal e Ano Novo, foram 15 casos, quase a metade do último plantão. “Importante ressaltar que esse aumento da violência contra a mulher corresponde apenas aos casos que foram comunicados às autoridades e que resultaram em prisões em flagrante, e não incluem os casos tratados diretamente pelas varas de violência doméstica, o que leva a crer ser o número real de mulheres agredidas bem maior”, reforça a assessoria do TJ/MS.

Inocentes - Outro dado do Tribunal que merece destaque é que “enquanto 132 homens foram presos em flagrante ao longo do recesso, só 6 mulheres foram detidas. É um número menor, inclusive, ao de menores infratores, o qual foi de 10 apreensões”.

Eliza Samúdio - Ainda no mesmo assunto, nova série da Rede Globo vai abordar o assassinado de Eliza Samudio. Para o papel da vítima, a atriz Vanessa Giácomo foi escalada. O ex-goleiro do Flamengo, Bruno de Souza, volta aos holofotes como a pessoa que planejou a morte e também o filho e a mãe de Eliza, que vivem em Mato Grosso do Sul.

Saúde mental - A Rede de Atenção Psicossocial de Campo Grande cresceu, com habilitação e qualificação de novas unidades o que faz o município calcular um incremento neste ano de R$5 milhões a mais para custeio e investimento nos serviços de saúde mental.

Conexões - O povo de Corumbá comemora mais um "modernidade" chegando. O Aeroporto Internacional da cidade agora tem Wi-Fi gratuita. O usuário só precisa entrar no "Infraero Free Wi-Fi" e pronto. Mas, assim como em outros aeroportos do País, dá para assinar pacotes de internet nas modalidades de um dia ou mensal. A direção garante "conexões rápidas e acesso simplificado"

Vacina - Depois de meses em falta, o Ministério da Saúde anunciou ontem (9) que começou a distribuir 1,7 milhão de doses da vacina pentavalente aos estados. Desde junho a prevenção estava comprometida por "problemas com os fornecedores", segundo o governo. A vacina garante proteção contra cinco doenças: difteria, tétano, coqueluche, hepatite B e a bactéria Haemophilus influenza tipo B (responsável por infecções no nariz e na garganta).

Safra - A última estimativa divulgada pelo IBGE aponta safra recorde de cereais, leguminosas e oleaginosas. Em 2019, são 241,5 milhões de toneladas. A estimativa é 6,6% superior à safra de 2018, de 226,5 milhões de toneladas, e 1,3% maior que o recorde anterior, de 2017, de 238,4 milhões de toneladas.

Mais empréstimo - O saque-aniversário começa a ser liberado em abril, mas as previsões são super otimistas. O governo diz que a medida tem "potencial de quintuplicar o volume de crédito consignado". A lógica é que o saque-aniversário deve criar um mercado de até R$ 100 bilhões aos bancos, que devem fazer com que os juros médios caiam.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário