ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, QUINTA  22    CAMPO GRANDE 31º

Jogo Aberto

Deputada vende abadá de Carnaval por "quarentão"

Por Caroline Maldonado, Jackeline Oliveira e Gabriela Couto | 26/01/2024 06:00


Camiseta do bloco da deputada federal Camila Jara.
Camiseta do bloco da deputada federal Camila Jara.

Abadá - A deputada federal Camila Jara (PT), pré-candidata à Prefeitura de Campo Grande, lançou o "Bloco Vem Cá Mila", para comemorar seu aniversário no dia 10 de fevereiro, em pleno Carnaval. A festa será em local público, na Praça da Maria Fumaça, na Esplanada Ferroviária.

Por quarentão - A comemoração dos 29 anos de vida da parlamentar terá até abadá temático. Mas aderir a essa folia não é de graça não. Cada pessoa que quiser o abadá para entrar "uniformizado" no Carnaval da deputada pagará R$ 40 pela camiseta.

Crises Cibernéticas - O presidente do TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul), Paschoal Carmello Leando, criou um Comitê de Gerenciamento de Crises Cibernéticas dentro do órgão. O diretor-geral, Hardy Waldschimidt, será responsável por cumprir o "Protocolo de Gerenciamento de Crises Cibernéticas", documento de acesso restrito. O grupo será acionado pelo gestor de segurança da informação do Tribunal, quando identificada uma situação de ataque cibernético.

Making off conturbado - O vereador Marcos Tabosa (PDT) encontrou resistência na hora de fazer vídeo para expor situações de Posto de Saúde no Bairro Noroeste. Denunciou que a unidade está sem compressor para trabalho dos dentistas e sem bebedouro. Mas o tempo todo uma mulher gravava outro vídeo alegando que ele estava "falando informação errada". Segundo Tabosa, se trata de uma médica contratada.

Ato falho - Durante a cerimônia de lançamento do programa Voucher Desenvolvedor nesta quinta-feira (25), o governador Eduardo Riedel entregou a idade, ao se refirir ao público-alvo do projeto. Ao invés de falar Ensino Médio, mandou um "2⁰ grau". Na mesma hora, corrigiu e brincou: "Falar 2º grau entrega a idade hein".

Carona - Na primeira agenda pública de Riedel em Campo Grande, na volta às férias, e com a presença da imprensa, o deputado federal Beto Pereira (PSDB), pré-candidato a prefeito da Capital, mostrou que o ano será mesmo de pegar carona nos eventos do governo. Como bom papagaio de pirata, ficou ao lado do governador, apesar de nenhuma pergunta dos jornalistas ser dirigida a ele.

Tranquilidade - Embora os burburinhos de troca-troca no alto escalão do governo continuem em alta, o clima entre os principais personagens é de tranquilidade e alegria. O secretário da Segov, Pedro Arlei Caravina, que vai deixar o cargo, estava só sorrisos na agenda do governador nesta quinta-feira.

Digital - A conversão de processos administrativos físicos para digitais no Estado está na fase final. O trabalho iniciado em 2023 passou para a fase de conclusão no início deste ano e marca mais um passo para atuação nos pilares do governo: 'inclusivo, próspero, verde e digital'. A previsão é de que com o Sistema de Processo Administrativo, as atividades em trâmite na gestão sejam executadas de maneira mais rápida e eficiente, além reduzir pela metade – aproximadamente 50% – o uso de papel.

Reforma Tributária - A procuradora-geral do Estado, Ana Carolina Ali Garcia, vai integrar o PAT-RTC (Programa de Assessoramento Técnico à Implementação da Reforma da Tributação sobre o Consumo). O programa atuará na elaboração de anteprojetos de lei sobre a Reforma Tributária. Ela participou, na quarta-feira (24), de uma reunião com o ministro da Fazenda, Fernando Haddad. A designação dos membros da equipe foi publicada hoje (24) no Diário Oficial da União. O grupo terá 60 dias para concluir suas atividades.

Respeite os mais velhos - A senadora Soraya Thronicke (Podemos) apresentou relatório favorável ao projeto que propõe penas mais rigorosas para maus-tratos, abandono de incapaz e exposição ao perigo de saúde e integridade de idosos. O projeto foi aprovado na Comissão de Direitos Humanos do Senado.

Nos siga no Google Notícias