A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 15 de Setembro de 2019


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


27/08/2019 06:00

Diferentão, prefeito tem 14 pares de tênis

Tainá Jara e Marta Ferreira
Marquinhos recebe benção durante a Marcha para Jesus: no pé, um dos pares de tênis. (Foto: Paulo Francis)Marquinhos recebe benção durante a Marcha para Jesus: no pé, um dos pares de tênis. (Foto: Paulo Francis)

Ando muito - Quem acompanha as agendas do prefeito Marquinhos Trad pela cidade já percebeu uma característica: ele está de tênis a maior parte do tempo, apesar da formação em Direito, área onde o terno e o sapato social são quase obrigação. O chefe do Executivo disse que antes, quando dava aula e atuava na advocacia, realmente andava mais engomadinho, mas desde que assumiu a prefeitura, trocou o calçado para dar conta das andanças pela cidade.

Minicoleção - E nunca é o mesmo tênis: o prefeito tem pelo menos 14 pares. À coluna, ele admitiu que até é alvo de brincadeiras da esposa, Tatiana sobre a preferência na hora das compras. "Ela me chama de centopéia".

Não rolou – Campo Grande comemorou 120 anos sem ter de volta um dos principais cartões postais da cidade, o lago do Parque das Nações Indígenas. O plano inicial era que a obra de desassoreamento e revitalização fosse concluída para o aniversário, mas não deu tempo.

Fiz minha parte – Durante o desfile de 26 de Agosto, Marquinhos disse que a parte da prefeitura foi concluída, mas que ainda falta o governo do Estado definir como será revitalizado o entorno do lago. “Vamos inaugurar tudo completo”.

2020 - Derrotada por Marquinhos Trad nas eleições de 2016, a hoje deputada federal Rose Modesto (PSDB) prepara o terreno para tentar dar o troco. “Eu tenho um sonho de ter a oportunidade de administrar a cidade. Se eu sentir que a cidade quer meu nome, vou lutar para ser candidata”, falou, durante o desfile de aniversário da Capital.

Novos ares - Com o governador Reinaldo Azambuja alinhado com Marquinhos, Rose pode ir parar em outra legenda para disputar o pleito. A deputada federal revelou que já recebeu convites de vários partidos, mas tem até abril de 2020 para decidir.

Cinquentenário – A população de Chapadão do Sul participou na sexta-feira de uma festa um pouco diferente, que reuniu cerca de 5 mil pessoas. Não se tratava do aniversário do município ou festa da padroeira, e sim a comemoração dos 50 anos da chegada da família Krug à região dos Chapadões, tornando-se desbravadora e uma força política local.

Da terra – Com direito a apresentação da dupla Jads & Jadson, a festividade teve vídeo contando a trajetória dos Krug –representada pelo prefeito João Carlos Krug (MDB) e a vereadora Allini Kru, além do ex-prefeito Jocelito. A família foi uma das primeiras a chegar à região que, hoje, é um dos principais celeiros agrícolas do país, em 1969.

Pastagens - O presidente da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, Felipe Francischini (PSL-PR), anunciou para esta terça-feira a discussão sobre a PEC que libera a exploração da agricultura e da pecuária em terras indígenas. O assunto repercute em Mato Grosso do Sul pela quantidade de aldeias espalhadas pelo Estado.

Salvadores - Nessa segunda-feira, em entrevista à Agência Brasil, a senadora Simone Tebet (MDB) defendeu seu partido como a única solução para acabar com os efeitos dos extremismos de esquerda e direita no Brasil. “Muito em breve, o MDB vai ser chamado novamente a fazer parte da história. Quando as democracias no mundo se enfraquecem, é necessário um grande partido de centro para chamar à razão”, sentenciou a sul-mato-grossense.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions