A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 15 de Setembro de 2019


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


29/08/2019 06:00

Dobra preço para ver pôr do sol mais famoso da Capital

Ângela Kempfer e Leonardo Rocha
Vista do Morro do Ernesto. (Foto: Arquivo/Campo Grande News)Vista do Morro do Ernesto. (Foto: Arquivo/Campo Grande News)

Inflação - A partir de 1º de setembro ficará mais caro curtir o pôr do sol em um dos principais pontos turísticos de Campo Grande. A entrada no Morro do Ernesto, na região da Cachoeira do Inferninho, vai dobrar de R$ 10 para R$ 20.

Congratulações - O delegado Christian Duarte Mollinedo foi mais um homenageado nesta semana pela Câmara Municipal de Campo Grande. O curioso é o “feito” que, poderia ser regra a qualquer ser humano, mas garantiu a aprovação por unanimidade da Moção de Congratulação ao policial civil.

Bravura - O ato de dar um copo d'água e comida a um preso foi considerado de “extremo altruísmo”. O episódio rendeu até publicação nas redes sociais, de colegas que, ao que tudo indica, não costumam atender as necessidades básicas dos presos que chegam nas delegacias, mesmo que a pessoa esteja morrendo de sede e há dias sem comer, como o preso em questão.

Devagarinho - O crescimento a passos lentos do número de habitantes em Mato Grosso do Sul levantou discussão ontem na Assembleia Legislativa. O maior problema apontado é que, se a população não cresce, o número de vagas no Congresso também fica estagnado.

Bem no governo - Alguns parlamentares lembraram que, somos pequenos, mesmo assim conquistamos destaque no cenário nacional com 2 ministros. Mas nem esse argumento convenceu todo mundo sobre a necessidade de políticas públicas para desenvolver o interior.

De carona - O deputado estadual João Henrique Catan (PR) avaliou que “o fato de termos 2 ministros, não foi em função da força do Estado, mas porque a Tereza Cristina (Agricultura) era da frente parlamentar de agricultura e o Mandetta (saúde) por ter ajudado na campanha do Bolsonaro”.

A espera - O deputado Jamilson Name (PDT) espera até outubro uma posição do TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de MS), sobre sua saída do PDT, sem riscos de perder o mandato como deputado. Ele fez uma consulta e pediu aval da instituição para a mudança. Também adiantou que recebeu convites de partidos como PSDB, PP, Patriota e PRB. "Vou definir a nova legenda para os próximos passos na carreira política, que é tentar vaga de deputado federal".

Mais barato - O deputado José Carlos Barbosa (DEM) apresentou indicação ao governo estadual para chamar mais aprovados no concurso de agentes penitenciários, e substituir policiais militares na escolta de presos e até vigia de torres das unidades prisionais. "Desta forma libera estes PMs para trabalharem nas ruas e contrata estes agentes, que tem até custo menor em começo de carreira", admitiu o líder do Executivo que pretende levar a ideia pessoalmente ao governador.

Conversa batida - Toda a sessão agora tem bate-boca entre os deputados Pedro Kemp (PT) e Carlos Alberto David (PSL), no ataque e defesa do presidente Jair Bolsonaro. O petista ontem disparou dizendo que o presidente está "defecando pela boca", e mais uma vez fez David sair em defesa de Bolsonaro.

Rural - Nesta sexta-feira (30), a prefeitura da Capital abre a 1º Edição da Feira de Negócios Agropecuários de Campo Grande (Fenagrande). A proposta é incentivar o empreendedorismo rural, mas também estimular os projetos urbanos, com geração de emprego e renda.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions