ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, QUARTA  21    CAMPO GRANDE 21º

Jogo Aberto

Em Campo Grande, até gato sofre sem remédio

Por . | 27/05/2013 06:05

Eleição “fria” - A propaganda dos candidatos a prefeito em Jardim, Bela Vista, Caracol e Figueirão poderia começar já neste fim de semana, mas foi “fria”, seguindo o ritmo do clima de Outono. Os onze candidatos a prefeito escolhidos nos quatro municípios onde ocorrerão eleição suplementar no dia 7 de julho foram definidos na sexta-feira, quando terminou o prazo para registro das candidaturas.

Campanha - Pelo calendário eleitoral, a campanha em geral, com comícios, carreatas, uso de carros de som, bandeiradas e panfletagens, será realizada no período de 25 de maio a 6 de julho. Já a propaganda eleitoral gratuita no rádio acontecerá entre os dias 15 de junho a 4 de julho.

Bosque sem Bernal - Uma ausência foi sentida durante o evento em que o Grupo Jereissati, responsável pela construção do Shopping Bosque dos Ipês, anunciou novos investimentos na Capital, torres comerciais, um hotel e um residencial ao lado do centro de compras. O prefeito Alcides Bernal (PP) não foi nem mandou representante.

Tô nem aí - Apesar de já ter escolhido uma interina para a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Turismo e do Agronegócio, Dharleng Campos de Oliveira, o prefeito Alcides Bernal ainda tem uma administração que não dá a devida importância aos eventos econômicos de Campo Grande.

Desleixo - Na semana passada, organizadores da visita do cônsul do Japão a Campo Grande lamentaram que só na última hora conseguiram agendar um encontro com o prefeito e ainda assim, por pouco não tomaram um bolo.

Ninhada - Até para os bichos a administração atual não vai bem. Não é só nos postos de saúde que falta remédio. Os donos de gatos de Campo Grande estão reclamando que o CCZ suspendeu o programa de castração de gatos por falta de analgésico.

Reflexo – Depois de mudança na lei das domésticas, o número de trabalhadores nesta área teve redução de 8,4%. Antes, os números eram só crescentes. Já era difícil encontrar alguém e deve ficar cada vez mais escassa essa mão de obra.

Até 2023 - O governo federal anuncia que “se tudo correr bem”, rodovias como a BR 163, em Mato Grosso do Sul, estarão duplicadas e monitoradas por câmeras em dez anos. Mas as propostas para a administração começam a gerar polêmica desde agora.

Acidente contra reajuste - Uma novidade que deve gerar debates é a proposta de autorizar aumentos das tarifas de pedágio sempre que as concessionárias autorizadas a explorar essas rodovias consigam reduzir o número de acidentes.

Limites - Projeto de lei complementar em discussão na Câmara dos Deputados pretende limitar a criação de municípios no Brasil, adotando como critério o índice populacional. O texto exige, por exemplo, que no Centro-Oeste o número mínimo de habitantes seja de 5 mil pessoas. Sendo assim, o caçula sul-mato-grossense Paraíso das Águas está com tudo certo.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário