A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 22 de Outubro de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


05/05/2015 06:00

Investigado na Lava Jato põe casa a venda por R$ 1 milhão

Edivaldo Bitencourt

Vende-se – Investigado na Operação Lava Jato, o deputado federal Vander Loubet (PT) colocou a venda um sobrado no Bairro Carandá Bosque, em Campo Grande. O imóvel está cotado a R$ 1,1 milhão.

Preço – Na declaração do Imposto de Renda, entregue à Justiça Eleitoral no ano passado, o petista informou que a mansão estava avaliada em R$ 440 mil. Conforme a relação de bens no TRE todo o patrimônio do deputado soma R$ 1.09 milhão. Entre os políticos é comum colocar o valor dos bens abaixo do valor de mercado.

Operação – Levantamento do jornal O Globo mostrou que Vander é um dos campeões nas visitas à Petrobras entre os anos de 2004 e 2014. Ele é o único deputado federal do Estado que é investigado pelo MPF (Ministério Público Federal) no escândalo de desvio de recursos da estatal petrolífera.

Crise, que crise – O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) deu a receita para combater a crise. “Vamos trabalhar, porque crise não existe para quem trabalha”, destacou durante entrevista ao programa O Povo na TV, do SBT MS.

Otimista – O tucano estava bastante otimista durante o programa. Falou das realizações na administração estadual, como a caravana da saúde, a retirada do presídio do centro de Dourados, a redução de 20% no valor da taxa de inspeção veicular e o envio do projeto para reduzir o ICMS sobre o óleo diesel.

Boatos – A saída da professora Angela Brito da Secretaria Municipal de Educação criou uma onda de boatos na administração municipal. No entanto, o secretário de Governo, Rodrigo Pimentel, desmentiu as saídas de Jamal Salem, da Saúde, e Janete Belini D’Oliveira, da Ação Social.

Emergencial – O prefeito da Capital, Gilmar Olarte (PP), recorreu a uma edição extra do Diário Oficial de Campo Grande, para dar andamento à reforma administrativa. Paulo César de Matos Oliveira foi nomeado para o cargo de chefe de gabinete. Ele foi secretário na gestão de Nelsinho Trad.

Acúmulo – O secretário municipal de Infraestrutura, Valtermir Alves de Brito, acumulava o cargo de chefe de gabinete do prefeito. A função estava vaga desde a posse de Gilmar Olarte, em março do ano passado.

Lamúrias – O presidente da Santa Casa, Wilson Teslenco, vai à Câmara Municipal apresentar um raio X da situação do hospital. O objetivo é justificar a suspensão do atendimento no ambulatório e evitar uma medida mais drástica a partir de sexta-feira, quando acaba o vínculo com o poder público.

Tempo quente – Olarte deverá enfrentar a semana mais tensa desde que assumiu o município. Além da demissão da secretária de Educação, Angela Brito, ele conta com a ameaça de greve dos médicos e dos administrativos da educação, rompimento de contrato com a Santa Casa e gastos com pessoal acima do teto determinado pela Lei de Responsabilidade Fiscal.

(colaborou Lidiane Kober)

Dagoberto mente, diz liderança do PDT
É fake – As última declarações do deputado federal e presidente do PDT em Mato Grosso do Sul, Dagoberto Nogueira, sobre os pedidos de expulsão do jui...
Adeus a "Playboy" tem foto de bebida na mesa de bar
Despedida – Tem gosto amargo e dolorido, principalmente para as pessoas próximas, a última foto postada nas redes sociais por Marcel Colombo, conheci...
Campanha, tiro na escola e oportunismo
“Guerra virtual” – Não podia ser diferente. O episódio lamentável em que uma criança de 9 anos entrou armada na sala de aula em Campo Grande e atirou...
Justiça agora pode até cobrar Delcídio
Ainda à espera - A Justiça Eleitoral rejeitou o registro de candidatura de Delcídio Amaral (PTC) ao Senado, depois da derrota nas uras. A juíza Eliza...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions