A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 16 de Outubro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


15/02/2013 06:00

Não deu

Perícia foi feita na Afonso Pena em meio ao trânsito dos veículos no meio da tarde. (Foto: Luciano Muta)Perícia foi feita na Afonso Pena em meio ao trânsito dos veículos no meio da tarde. (Foto: Luciano Muta)

Pela terceira vez, peritos e policiais civis foram ontem ao cruzamento da avenida Afonso Pena com a rua Bahia, em Campo Grande, para complementar as investigações sobre o acidente em que um jovem de 22 anos, passageiro de um táxi, morreu, na madrugada de domingo para segunda-feira. Eles até tentaram interromper o fluxo da via, para calcular a velocidade dos veículos envolvidos. Como não havia nem integrantes da Agetran (Agência de Transporte de Trânsito) nem da Ciptran (Companhia Independente de Polícia Militar de Trânsito) acompanhando o trabalho, foi impossível segurar o trânsito de uma das vias mais movimentadas da cidade, no meio de uma tarde de dia útil pós-feriadão.

Vai assim mesmo
Se não dava para parar o trânsito, o jeito foi fazer a perícia com os carrros passando ao lado de uma viatura que foi colocada na faixa do meio da avenida. A cena gerou curiosidade e atraiu a atenção, é claro.

Aviso
O desembargador do Tribunal de Justiça Sérgio Martins decidiu comunicar nas redes sociais que está entrando de férias. Segundo informou, estava saindo ontem às 18h e retornará em 4 de março. 

Pode vir
"Descansarei tranquilo, pois meu Gabinete está em dia. Mesmo assim, como não programei nenhuma viagem, passarei por lá de vez em quando. Meus assessores continuarão dando expediente regularmente e o Gabinete permanecerá, portanto, aberto ao atendimento às partes e, sobretudo, aos advogados. Grato", escreveu o desembargador. A mensagem é rara entre integrantes da Justiça.

Sucessão
"Entendo que PMDB vai fazer todo esforço para ter candidatura própria em 2014. Mas se não decolar, parte para acordo". A avaliação é do presidente regional do PDT, Dagoberto Nogueira Filho, aos ser questionado sobre a possibilidade de o PMDB fechar acordo eleitoral com o PT e o PSDB, num grande "acordão" no ano que vem.

Eu acho
Para Dagoberto, o governador André Puccinelli vai trabalhar de agora em diante pensando em fazer o sucessor. "Só em último caso, ele vai para um acordo", afirmou o líder pedetista.

Depende
Os petistas querem realmente construir um grande acordo eleitoral em 2014 em torno da candidatura do senador Delcídio do Amaral ao Governo do Estado. Setores pragmáticos do PT até concordam com a aliança com o PMDB, de André Puccinelli, mas consideram que só valerá à pena se a popularidade do governador estiver satisfatória.

Condição
"Para aliança com o PMDB tudo tem que ser avaliado, tudo precisa ser medido. A gente precisa medir a popularidade do André, para saber qual desgaste ele vai trazer", afirmou esta manhã um dos pragmáticos, o deputado estadual Cabo Almi (PT).

Irritantes
Depois de reclamar da imprensa, em entrevista ao Campo Grande News,  o prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal, voltou a se queixar ontem, via Facebook, do que chama de “empreitada covarde e diária” de ofendê-lo.

Quem?
Bernal chega a citar nominalmente o jornal Correio do Estado e reclama também de mais dois veículos de comunicação, os quais não cita os nomes, que teriam sido “cooptados” com o mesmo objetivo, para ele “lamentável”. Abaixo da mesma mensagem, Bernal divulga uma foto de sua comemoração ao receber o resultado das eleições do ano passado. “Ela assusta alguns político”, finalizou.

 

Bonito quer bombar com shows gringos no Carnaval
Bombando - Empresários estão investindo pesado no Carnaval de Bonito 2018. Além da celebridade internacional Paris Hilton, uma das atrações em negoci...
Fábrica planeja investimento de meio bilhão em porto
Projeto ambicioso – Depois de inaugurar mais uma unidade em Três Lagoas, ampliando a produção de celulose, a Fibria negocia com a ampliação da estrut...
MS cumpre "regra de ouro" na finança pública
Melhor que os outros – Existe uma máxima em finanças públicas de que os governos, para não cair em estado de insolvência, não devem custear despesas ...
Reinaldo diz que ação contra o crime não pode ser só no RJ
Mal gerido – Neste ano, o Ministério da Justiça e Segurança Pública gastou R$ 185,77 milhões do FNSP (Fundo Nacional de Segurança Pública), conforme ...



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions