A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


31/01/2014 06:00

Prefeitura não deve entregar uniformes no prazo

Edivaldo Bitencourt

Uniformes – As aulas na rede municipal devem começar sem os uniformes escolares. Faltando menos de uma semana para o início do ano letivo, a Prefeitura da Capital ainda nem lançou a licitação para comprar camisetas, shorts e tênis para os estudantes da rede pública.

Antecipado – O Governo do Estado firmou o contrato com a Nilcatex para comprar os uniformes para os estudantes da rede estadual em novembro do ano passado. O contrato prevê R$ 3,5 milhões.

Atraso – Os kits escolares devem ser concluídos com atraso. Até ontem, o prefeito Alcides Bernal (PP) ainda não tinha homologado a licitação vencida pela empresa Brink Mobil Equipamentos Educacionais. A entrega só vai ocorrer 30 dias após o empenho, que leva alguns dias após a proclamação do resultado final.

Segundo ano – O material escolar será entregue com atraso pelo segundo ano consecutivo. No ano passado, os alunos das escolas municipais receberam cadernos no final do primeiro semestre, após cinco meses de aulas.

Jogos – A TV Morena decidiu trocar a equipe responsável pelo comando da transmissão dos jogos do Campeonato Estadual. A emissora não está contento com a repercussão do trabalho feito pelo locutor e comentarista das partidas.

Odilon – O juiz federal Odilon de Oliveira, que pediu aposentadoria para ser candidato nas eleições deste ano, tem mais afinidade com a atividade legislativa. O magistrado dá a entender que pode concorrer a uma vaga na Assembleia Legislativa, Câmara dos Deputados e Senado.

Conversas – Odilon conversou com o governador André Puccinelli (PMDB) ontem. Apesar da agenda ser voltada para a construção de um espaço para dependentes químicos, o magistrado admitiu que a política acabou sendo abordada na conversa. No entanto, manteve o mistério se foi um convite para se filiar ao PMDB.

Prazo – O juiz federal, que ganhou fama nacional no combate ao tráfico de drogas, é cortejado por vários partidos. O PDT já anunciou que o espera até fevereiro e até pode lançá-lo para disputar o governo. O magistrado pode ser candidato a vice-governador e ocupar a Secretaria de Segurança Pública.

Acelerando – A cúpula do PMDB deu início, ontem, às articulações para as eleições deste ano. Os principais caciques da legenda participaram de encontro no apartamento do governadro André PUccinelli (PMDB). Eles começam a definir as prioridades e as alianças para reforçar a pré-candidatura de Nelson Trad Filho ao Governo.

Adiada – Os secretários estaduais candidatos ganharam mais tempo nas eleições deste ano. Eles vão permanecer nos cargos até abril e ganham mais dois meses para expor o trabalho e ganhar uns pontos junto ao eleitorado.

(colaboraram Aline dos Santos, Leonardo Rocha, Lidiane Kober e Zana Zaidan)

Reinaldo apoia crescimento dos evangélicos
Decisão divina - Palestrante principal do Fórum Evangélico realizado nesta segunda-feira em Campo Grande, a cantora e pastora Damares Alves disse que...
2018 será ano mais curto para o Legislativo
Três meses – Carnaval, Semana Santa, campanhas eleitorais, Copa... Tudo isso encurta 2018 para os trabalhos legislativos. A observação é de Fábio Tra...
Máfia do Cigarro passa quase livre nas estradas
Esquema antigo - A atuação da Máfia do Cigarro em Mato Grosso do Sul vem de décadas e, de tempos em tempos, surge uma nova denúncia envolvendo polici...
MS também tem "bunker" cheio de dinheiro
Versão tupiniquim - O “bunker”de Geddel Vieira, que escondeu R$ 51 milhões de propina, tem versão pantaneira. Paredes de apartamento de um político e...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions