A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


01/02/2014 07:00

Secretaria de Saúde é causa de problemas a Bernal

Edivaldo Bitencourt

De férias – O secretário municipal de Governo, Pedro Chaves, foi obrigado a cancelar a reunião para discutir estratégias para ampliar a base aliada ontem. A maioria dos participantes está de férias.

Vitórias - O vice-prefeito Gilmar Olarte (PP) teve a primeira vitória na batalha contra o titular, que tenta expulsá-lo do partido a qualquer preço. Ele conseguiu suspender na Justiça o processo no conselho de ética, que poderia afastá-lo do partido hoje. 

Cadê o médico? – O vereador Paulo Siufi (PMDB) foi obrigado a interromper o discurso de patrona da turma de Farmácia da UFMS. Um dos convidados passou mal e começaram a pedir por um médico. O parlamentar interrompeu o discurso e foi ajudar no socorro.

Retomada – Siufi atendeu o paciente e deixou o convidado aos cuidados de um outro médico, também presente ao evento. Ele tranqüilizou os formandos que a pessoa já estava bem. “Ele está bem, pulsação está tranqüila”, disse, e retomou o discurso de patrono.

Calada – A delegada Rosely Molina, da Especializada em Atendimento à Mulher, decidiu se calar sobre o laudo de Giovanna Nantes Tressi de Oliveira. O documento poderia esclarecer, finalmente, se o jovem filho de um médico, Matheus Georges Tannous agrediu ou não a jovem.

Bloqueio – Inimigo declarado do prefeito Alcides Bernal, o presidente regional do PSD e empresário, Antônio João Hugo Rodrigues, comemorou o bloqueio das contas do município, ontem. Ele foi o primeiro a divulgar a medida, que poderia atrasar os salários do funcionalismo público municipal.

Sem teto – Líder do movimento sem-teto, Abílio Borges, foi premiado pelo prefeito Alcides Bernal. A luta ferrenha em defendê-lo do processo de cassação rendeu um salário mensal de R$ 4,4 mil a partir deste mês.

Fura – A Secretaria Municipal de Saúde continua sendo a fonte de dores de cabeça para o prefeito. Um funcionário “furou” a fila dos precatórios e causou o bloqueio das contas do município. A dívida foi de R$ 16 mil.

Atraso – Os 18,5 mil funcionários públicos municipais vão receber os salários com atraso. Como o desbloqueio só ocorreu ontem, eles devem receber o salário de janeiro na próxima terça-feira, dia 4 de fevereiro.

Estadual – O presidente da Sanesul, José Carlos Barbosa, vai ser candidato a deputado estadual nas eleições deste ano. Ele vai ficar no comando da empresa até abril deste ano. No entanto, ele ainda pode não disputar as eleições deste ano.

(colaboraram Bruno Chaves, Lidiane Kober e Zana Zaidan)

Reinaldo apoia crescimento dos evangélicos
Decisão divina - Palestrante principal do Fórum Evangélico realizado nesta segunda-feira em Campo Grande, a cantora e pastora Damares Alves disse que...
2018 será ano mais curto para o Legislativo
Três meses – Carnaval, Semana Santa, campanhas eleitorais, Copa... Tudo isso encurta 2018 para os trabalhos legislativos. A observação é de Fábio Tra...
Máfia do Cigarro passa quase livre nas estradas
Esquema antigo - A atuação da Máfia do Cigarro em Mato Grosso do Sul vem de décadas e, de tempos em tempos, surge uma nova denúncia envolvendo polici...
MS também tem "bunker" cheio de dinheiro
Versão tupiniquim - O “bunker”de Geddel Vieira, que escondeu R$ 51 milhões de propina, tem versão pantaneira. Paredes de apartamento de um político e...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions