ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEGUNDA  26    CAMPO GRANDE 26º

Jogo Aberto

Sem lanchinho, vereadores apelam ao fast food

Por . | 13/07/2013 07:04

Fast food - Em época de CPI o lanchinho dos vereadores está fazendo falta. Ontem, após longa sessão e oitiva em seguida, dois parlamentares tiveram que recorrer a uma lanchonete ao lado da Câmara Municipal. Quando um entrou e viu o outro, logo comentou: "Não tem mais lanchinho, né?"

E o Bernal? - A ausência, mais uma vez, do prefeito Alcides Bernal em solenidade com André Puccinelli (PMDB), de entrega de veículos pelo governador, foi novamente questionada nesta semana pelos jornalistas. André respondeu brincando, dizendo que ele tem um ótimo salário e portanto não tem motivos ficar chateado por não estar presente.

Recomendação - Com viaturas dia e noite sendo encostadas para manutenção na oficina, o governador fez uma lista de recomendações ao comandante da Polícia Militar, o coronel Carlos Alberto Davi. Pediu para que os veículos andem a menos de 80 km por hora, a não ser em caso de perseguição.

Cegonha? - André revelou o segredo do deputado estadual Márcio Fernandes (PT do B), dizendo que os amigos mais próximos conhecem seu apelido: Cegonha. O governador, porém, não explicou a razão do apelido e o deputado também não quis se alongar sobre o assunto.

Demora - A prefeitura diz que a velocidade média dos ônibus em Campo Grande é de 21 quilômetros por hora. Passo de tartaruga que exige medidas como a criação de corredores específicos. Mas o consórcio que administra os serviços de transporte garante que a coisa é muito pior, que a velocidade é de 14 km/hora.

Voz solitária - Para o deputado estadual Junior Mochi (PMDB), presidente regional do PMDB, a parceria PMDB-PT em Mato Grosso do Sul para as eleições de 2014, têm poucas chances de acontecer, já que o partido vai ter candidatura própria. Para ele, o deputado Jerson Domingos (PMDB), o principal defensor da união, ainda é uma voz solitária no partido.

Reincidente - A prefeitura ficou por alguns dias cumprindo a lei, mas na última semana voltou a publicar o Diário Oficial depois das 11 horas da manhã. Cada dia é um horário diferente. Só vê quem é bom de memória e tem tempo para ficar acessando o site oficial de hora em hora.

Errata - O escritório do advogado José Luis Oliveira Lima garante que não foi contratado pelo pecuarista Miguel Mateos Mateos como assistente de acusação no processo contra o grupo acusado de venda de sentença no Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul.

Só interesse - A informação é de que houve apenas o interesse, mas como José Luis não está no Brasil no momento, a negociação não avançou. O escritório fica em São Paulo e tem na lista de clientes nomes como do petista José Dirceu.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário