A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 19 de Outubro de 2018


  • Jogo Aberto
  • Jogo Aberto

    jogoaberto@campograndenews.com.br


28/11/2014 06:00

Tucano ainda quer enfrentar favoritismo de peemedebista na Assembleia

Edivaldo Bitencourt

Fundador de Aquidauana – Durante inauguração do Residencial José Maksoud, o filho do homenageado, César Maksoud, contou que o pai foi um dos fundadores de Aquidauana, em 1892. Ele chegou ao Brasil com 11 anos de idade.

Segundo – Maksoud é o segundo morador de Aquidauana que é homenageado pelo prefeito Gilmar Olarte (PP). O primeiro foi o pai do prefeito, Evaldo André Olarte, que dá nome ao Centro Municipal Pediátrico, o nome oficial do Hospital da Criança do SUS.

Gafe – Durante o discurso para agradecer a homenagem ao pai, Cesar Maksoud, elogiou a funcionária de uma forma constrangedora. “Ela está fazendo sinal. Aquela moça simpática, gorduchinha”, afirmou.

Mulher valente – O superintendente regional da Caixa Econômica Federal, Paulo Antunes, afirmou que a mulher é a aposta do banco para manter a casa popular em poder da família. “O homem, às vezes, quer trocar a casa por um fusca, uma brasília, mas a mulheres, não”, comentou, durante a inauguração do Conjunto Residencial José Maksoud.

Contribuição - O deputado Junior Mochi (PMDB) entregou a Nelson Tavares, que coordena as ações de transição na área de saúde, do grupo de Reinaldo Azambuja, a cópia do relatório da CPI da Saúde, onde segundo ele, está o principal diagnóstico do setor em todo Estado.

Raio X – Mochi destacou que o relatório da CPI da Saúde faz uma radiografia completa do setor em Mato Grosso do Sul. "Estas informações serão relevantes para o próximo governador, já que tem dados importantes". Nelson Tavares é cotado para assumir a Secretaria Estadual de Saúde em 2015.

Sou candidato - Onevan de Matos (PSDB) disse que segue firme na disputa da presidência da Assembleia Legislativa. Ele descarta ser candidato para ganhar a primeira secretaria como “prêmio de consolo” para deixar a vaga para Júnior Mochi (PMDB).

Tempo – Matos argumenta que o governador eleito ainda não chegou a discutir a presidência do legislativo estadual. “Ainda está cedo”, explicou o tucano, que tem esperanças de ter as bênçãos de Azambuja para enfrentar o favoritismo de Junior Mochi.

Grupo - George Takimoto confirmou seu apoio ao nome de Junior Mochi. Ele lembrou que este bloco a favor do peemedebista se trata do grupo que seguiu o governador André Puccinelli nos seus dois mandatos. "Ele nos pediu que seguíssemos coesos e por isso temos este compromisso com o Mochi", justificou-se.

Interior – Depois de Corumbá, o governador eleito vai visitar, oficialmente, a segunda maior cidade do Estado. Ele concede entrevista às 17h de hoje e participa da solenidade de posse do Sindicato Rural de Dourados.

(colaboraram Kleber Clajus e Leonardo Rocha)

Campanha, tiro na escola e oportunismo
“Guerra virtual” – Não podia ser diferente. O episódio lamentável em que uma criança de 9 anos entrou armada na sala de aula em Campo Grande e atirou...
Justiça agora pode até cobrar Delcídio
Ainda à espera - A Justiça Eleitoral rejeitou o registro de candidatura de Delcídio Amaral (PTC) ao Senado, depois da derrota nas uras. A juíza Eliza...
Clima de campanha não poupa nem festões
Todo lugar - O clima de campanha, neste segundo turno polarizado, não deixa escapar nem os casamentos. Durante festa no sábado no bufê Murano, na Ave...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions