ACOMPANHE-NOS    
MAIO, SÁBADO  28    CAMPO GRANDE 25º

Arquitetura

Casa que fica pronta em 50 dias pode ser levada para qualquer canto

Não é container! Casa modular é uma das opções de construção para quem deseja morar diferente e confortável

Por Thailla Torres | 04/10/2021 10:00
Casa modular é um dos primeiros ambientes vistos por quem entra na Casacor MS. (Foto: Janaína Peserico)
Casa modular é um dos primeiros ambientes vistos por quem entra na Casacor MS. (Foto: Janaína Peserico)

A nova edição da Casacor Mato Grosso do Sul traz ambientes muito mais conectados e detalhes que mantém também a originalidade do casarão da década de 70, que se destaca no Jardim dos Estados. Mas logo na entrada, um dos projetos chama a atenção ao mostrar novas maneiras de se construir sem a utilização da conhecida alvenaria.

É o caso do projeto da arquiteta Janaína Peserico, que executou a Casa Mó, uma construção modular fabricada sob medida, possibilitando, inclusive, que a casa possa ser transportada em cima de uma carreta e para onde o morador quiser. Ainda que algumas pessoas confundam, a casa modular não é uma casa container.

Fabricado com chassi metálico de aço, a casa modular tem fechamento em steel frame – um sistema formado por estruturas com perfis de aço galvanizado –, lã de pet, que garante isolamento termoacústico e é proveniente da reciclagem, e uma placa que vai por fora do módulo extremamente resistente à umidade.

Terracota se sobressai no ambiente para dar aconchego a casa transportável. (Foto: Denilson Machado/Casacor)
Terracota se sobressai no ambiente para dar aconchego a casa transportável. (Foto: Denilson Machado/Casacor)

A tendência é mundial e tem muito mais destaque fora do Brasil. Por aqui, a ideia passou a ser considerada com mais força no período da pandemia, onde muitos ressignificaram o conceito de morar e viver bem, segundo arquiteta.

“Esse tipo de construção é sustentável, eficiente e tem previsão orçamentária”, explica. “É também uma obra mais limpa, seca e rápida, gastando até um terço do tempo de uma construção convencional”.

Janaína explica que a ideia de fazer uma casa modular dentro da maior mostra de arquitetura do Estado foi porque há anos ela estuda o sistema, mas tinha o sonho de ter algo executado para mostrar ao público, e não somente aos clientes, que o sistema pode unir perfeitamente a sustentabilidade, o conforto e a funcionalidade de uma maneira nada convencional.

Na mostra, o visitante encontra dois módulos integrados por pergolado e jardim, que abrigam suíte e sala de estar com gourmet. Cada módulo tem 18 metros quadrados, os tons de verde e terracota trazem a natureza para dentro da casa, garantindo leveza e alegria, enquanto equipamentos tecnológicos garantem funcionalidade.

É uma casa que dá vontade de morar no primeiro instante e abrigaria, sem dúvidas, um morador solteiro ou até um casal.

Neon e iluminações pontuais criam aspecto degradê no ambiente. (Foto: Janaina Pserico)
Neon e iluminações pontuais criam aspecto degradê no ambiente. (Foto: Janaina Pserico)

E Janaina escolheu a medida 3,20 m por 6 m justamente para que cada módulo coubesse numa carreta e chegasse à mostra de maneira mais prática. Logo que os módulos “desembarcaram” no extinto jardim do casarão, chamaram a atenção do público que passava pelo local logo de cara e, em breve, poderão ser utilizados de uma maneira “turística”. “Essa não vou vender de jeito nenhum. O projeto é como um filho. Mas será utilizado para hospedagem no Airbnb em breve”, revela.

Na visão da arquiteta, a possibilidade de levar uma casa modular para a área externa de uma casa emblemática onde a alvenaria reina, foi uma chance de “quebrar barreiras culturais” e “mostrar que existem outras maneiras de construir”, diz. “Em minha opinião e segundo estatísticas, o mundo não vai mais suportar tamanha geração de resíduo e lixo que uma construção convencional faz”, finaliza.

Casa dá vontade de morar no primeiro instante. (Foto: Janaina Peserico)
Casa dá vontade de morar no primeiro instante. (Foto: Janaina Peserico)

Sobre visitação – A mostra funciona das 16h às 22h de terça a sexta-feira; das 13h às 22h aos sábados e das 13h às 20h aos domingos.

O ingresso para entrar na mostra é R$ 50,00 (inteira) e R$ 25,00 (meia-entrada). O ingresso pode ser comprado pelo site (clique aqui) com opções de horários reservados para evitar aglomerações. O uso de máscara é obrigatório nos ambientes da mostra.

O endereço da Casacor MS é Rua Goiás, 937 - Jardim dos Estados.

Curta o Lado B no Facebook. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

Nos siga no Google Notícias