A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 17 de Outubro de 2018

25/02/2018 07:40

Em vasos de vidro, as plantas aquáticas são verde diferente dentro de casa

O que vale é a criatividade e o cuidado com as plantinhas, que precisam de atenção mesmo estando dentro d'água

Thaís Pimenta
Espécies diferentes funcionam bem  mesmo sem peixe dentro da água, como os Lírios da Paz. (foto: Divulgação)Espécies diferentes funcionam bem mesmo sem peixe dentro da água, como os Lírios da Paz. (foto: Divulgação)

Quer um pouco de verde dentro de casa? Até sem terra é possível. Uma solução bem original são as plantinhas aquáticas, que antes só eram vistas dentro de aquários, mas ganham status de pequenos detalhes  charmosos nos ambientes, mesmo sem peixes.

ponto positivo é que as delicadas plantas funcionam tanto em jardins subaquáticos, em frascos e recipientes de vidro, dos mais imponentes aos mais discretos e pequenos.

De acordo com o especialista em plantas aquáticas e peixes, Rogério Miyashiro, dono da Aguapé Loja de Aquários e Jardins, são várias espécies fáceis de serem cuidadas, algumas mais do que outras. Mas ele levanta um ponto muito importante. "Não é porque a planta está debaixo da água que ela não precisa de cuidados. Se você for escolher um recipiente fechado, ela até vive bem, mas precisa ter substrato que lhe garante nutrientes, ou adubo e carbono líquidos", explica.

Exemplo de planta subaquática vendida na loja de Rogério. (Foto: Thaís Pimenta)Exemplo de planta subaquática vendida na loja de Rogério. (Foto: Thaís Pimenta)

Antes de comprar, é bom entender como as coisas funcionam embaixo d'água. "Quando o Carbono (CO2) acaba, a planta começa a morrer pois não consegue completar a fotossíntese. A luz do sol é outra necessidade extrema para garantir a qualidade de vida da planta, mesmo que ornamental". Outra dica é trocar a água do recipiente um vez por semana.

As espécies mais fáceis de serem cuidadas são as Rabo de Raposa, a Elódia, as Microssorium e os Musgos de Java. "Elas não exigem grandes conhecimentos sobre cuidados, por exemplo".

O mais bacana de tudo é que cada tipo de vegetal pode ser misturado com outro. "Elas se dão bem", completa Rogério Miyashiro.

Existem também as espécies flutuantes, que dão uma graça a mais, como as Lentilhas D'água, as Alfaces D'água e as Aguapés.

A nível de dificuldade, as Higrófilas, Valisnerias, Calombras, Sagitárias, Lírios da Paz e as Samolas exigem um pouco mais de atenção. "Pra um arranjo diferente, é possível também deixar a raíz submersa e as folhas fora da água".

Exemplo de substrato para adicionar ao fundo do vaso, plantando a folha com a raiz dentro dele. (foto: Thaís Pimenta)Exemplo de substrato para adicionar ao fundo do vaso, plantando a folha com a raiz dentro dele. (foto: Thaís Pimenta)

Incrementar os potinhos com pedras em sua base garantem um visual mais clean aos arranjos. Dá até pra "plantar" as plantas em vasos e inserir tudo isso dentro dos vasos de vidro, fica bem diferente.

Ainda de acordo com Rogério, cada maço das subaquáticas saem a R$ 6,50. "Vem mais ou menos de 5 a 6 galhos em casa maço", explica. Ele diz ainda que alguns tipos podem ser encontrados em grandes floriculturas da cidade.

Confira opções diferentes de arranjos na tendência:


Curta o Lado B no Facebook e no Instagram.



imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.