A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 24 de Setembro de 2019

03/09/2019 07:47

Luiz realiza sonho de infância e constrói casa na árvore para família "acampar"

A casa tem 4,20 metros de comprimento e 2,5 metros de largura, possui apenas uma peça e suporta até 10 pessoas

Alana Portela
Letícia Brandão ao lado da avó, na casa que construída na árvore (Foto: Arquivo pessoal)Letícia Brandão ao lado da avó, na casa que construída na árvore (Foto: Arquivo pessoal)

Após 40 anos, Luiz Carlos da Costa Brandão conseguiu realizar o sonho de infância e construiu uma casa na árvore, na chácara da família. Mas o espaço não é para brincadeira não. Aos 54 anos, ele garantiu um lugar para relaxar ao lado da esposa e dos filhos. “Sempre tive vontade de fazer isso. É um sonho de criança, pois cresci no bairro São Francisco. Era tudo estrada de chão e mato. Subia nos galhos, parecia macaco”, brinca.

Na época, até simulava uma casa na árvore para brincar com os amigos. “Era eu e mais uns cinco, seis. Íamos para o mato caçar passarinho, era uma região deserta. Naquele tempo não tinha malandragem, nem perigo. Pegávamos caixas de papelão na rua e fazíamos uma cobertura. Passávamos o dia brincando lá”, lembrou.

O tempo passou e Luiz Carlos cresceu. Construiu uma família, tem dois filhos, a Letícia de 24 anos e o Benício de 4 aninhos. Atualmente trabalha como agente de saúde na Capital, no entanto, conseguiu arrendar uma chácara que leva o sobrenome da família, a 50 quilômetros de Campo Grande. Lá, costuma curtir os finais de semana. “Já tem oito anos que consegui o local e tinha a casa normal, no chão”.

Logo que conmprou a chácara, pensou em construir a casa na árvore. “Tinha duas árvores de Cambaru. Elas têm uns 15 metros de altura”, explica. Contudo, a falta de recurso atrapalhou os planos. O desejo foi deixado de lado por mais alguns anos, até que em 2018 conseguiu doações de materiais de construção. “Me deram a madeira, telha”.

Luiz Carlos tirou uma foto sentado na casa durante a construção(Foto: Arquivo pessoal)Luiz Carlos tirou uma foto sentado na casa durante a construção(Foto: Arquivo pessoal)

“Quando tive a ideia, comentei com meus filhos e eles ficaram faceiros. Mas, imaginaram que seria pequena, que eu ia juntar a madeira e faria algo rápido. Porém, demorou oito meses para ficar pronta, porque construía sozinho, somente nos finais de semanas", conta.

A casa tem 4,20 metros de comprimento e 2,5 metros de largura. Está a 3,5 metros de altura do chão em um lado, e 4 metros de altura em outro. “Como está em uma árvore, coloquei duas madeiras de Aroeira embaixo, para sustentar o peso. Já deram uns temporais, ventos fortes, porém não prejudicaram a casa”, garante o dono.

Apesar de nunca ter construído uma casa anteriormente, Luiz sabia que precisa de materiais adequados para ter comodidade. “Fui usando a cabeça e fazendo”, diz. Precisou investir em mais telhas de alumínio com isopor para manter a temperatura do local. “Também serve para abafar os ruídos. Quase não pega sol ali. Revesti com PVC, por conta da chuva”.

A cor da casa ficou branca por conta do PVC, marrom devido as telhas e para dar um "up" no ambiente, Luiz Carlos pintou a parte superior de azul.

Benício Brandão de 4 anos e sua mãe mexendo nas bebidas da casa (Foto: Arquivo pessoal)Benício Brandão de 4 anos e sua mãe mexendo nas bebidas da casa (Foto: Arquivo pessoal)
Fogão, frigobar, rádio e banquinhos de madeiras estão na casa (Foto: Arquivo pessoal)Fogão, frigobar, rádio e banquinhos de madeiras estão na casa (Foto: Arquivo pessoal)

Construiu uma escadinha para subir até o local, planejou uma varanda coberta para que pudesse armar a rede e descansar, e cercou com uma proteção de madeira. Pediu a ligação da energia e a água ele leva nos galões até a casa, com o apoio de uma caminhonete. Após terminar a construção, fez alguns móveis de madeira na medida que o espaço comporta. “Banco, prateleiras para colocar as bebidas nas paredes. Arrumei um fogão retrô simples para ficar bonito, um frigobar, instalei televisão e uma cama beliche”, conta.

O trabalho terminou em novembro do ano passado e o local é usado pela família até para passar a noite. “Agora temos duas casas. A do chão onde cozinhamos e a da árvore onde dormimos, pois tem uma vista melhor e é como se estivéssemos acampando. Queria ter feito uma festa de inauguração, mas ainda farei”. 

Sobre o investimento que precisou fazer para adquirir mais materiais ele diz que não foi tão caro. “Chegou a no máximo uns R$ 4 mil, por conta das madeiras”. Para Luiz Carlos, a casa suporta até dez pessoas. Minha esposa adora o lugar. Ninguém pensou que ficaria uma casa grande, mas agora acham que é uma mansão”.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram

 

Luiz Carlos da Costa Brandão deitado na rede, na casa da árvore (Foto: Arquivo pessoal)Luiz Carlos da Costa Brandão deitado na rede, na casa da árvore (Foto: Arquivo pessoal)

imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.