A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Novembro de 2019

19/10/2019 07:30

Grife criada na periferia é protagonista em desfile inédito

Evento organizado pelo coletivo Morenah se encerra na note deste sábado

Danielle Valentim
Evelise e a mãe Cristina, na passarela. (Foto: Kísie Ainoã)Evelise e a mãe Cristina, na passarela. (Foto: Kísie Ainoã)

Um trabalho de quatro meses junto a mães e filhas, da região do Portal Caiobá ganhou holofotes em uma noite inédita no Albano Franco. O primeiro dia de Moda Campo Grande apresentou galeria de sensações com stands de roupas a bijuterias, além de talk show com estilistas famosos e, claro, um desfile de aplaudir em pé.

Na noite de ontem (18) foram apresentadas 27 peças criadas e costuradas pelas participantes do projeto. O desfile de ontem e o deste sábado conta com participação de marcas de produtores campo-grandenses, mas o destaque se volta à marca “Renove” desenvolvida pelas alunas do projeto “Princesa”.

Eu não costurava nada, aprendi tudo nas oficinas, mas eu tinha muitas ideias”, disse a m~çae de Evelise. (Foto: Kísie Ainoã)"Eu não costurava nada, aprendi tudo nas oficinas, mas eu tinha muitas ideias”, disse a m~çae de Evelise. (Foto: Kísie Ainoã)

Muito empolgada, a adolescente Evelise Muller da Silva, de 16 anos, dividiu a passarela com a mãe Cristina Muller, de 44 anos. “Foram selecionadas quatro meninas do projeto, incluindo minha mãe e, hoje, todas as modelos que estão aqui vão usar nossa marca “Renove”. Me apaixonei por moda, mas minha preferida ainda é a maquiagem”, pontua Evelise.

“A gente (as mães) ajudou a preparar todos os looks. Eu não costurava nada, aprendi tudo nas oficinas, mas eu tinha muitas ideias”, completa a mãe.

Eu tentei inspirá-las a partir da minha história disse Antônio. (Foto: Kísie Ainoã)"Eu tentei inspirá-las a partir da minha história" disse Antônio. (Foto: Kísie Ainoã)

O cabeleireiro e maquiador Antônio Campagna, de 27 anos, foi um dos oficineiros da primeira temporada do projeto.

“Elas escolheram qual oficina participar e na maquiagem tinham muitas meninas interessadas. Eu tentei inspirá-las a partir da minha história, de quando comecei e do quanto essa profissão pode transformar vidas. A oficina foi dividida em parte teórica, sobre tonalidades, formatos de rostos, como executar, e finalizou com a parte prática. Foi rápido, mas o intuito do projeto é o de despertar o desejo de conhecer outras profissões”, pontuou o maquiador.

Quando as vejo participando e sendo protagonistas de um evento como esse me sinto muito feliz”, pontua Jessé. (Foto: Kísie Ainoã)"Quando as vejo participando e sendo protagonistas de um evento como esse me sinto muito feliz”, pontua Jessé. (Foto: Kísie Ainoã)

O idealizador do projeto Princesas e o coordenador do IDE (Instituto de Desenvolvimento Evagélico), Jessé Fragoso da Cruz, de 31 anos, estava radiante com o resultado.

“Eu estou muito feliz, porque não se trata só meninas em situação de vulnerabilidade, mas de meninas que têm muito potencial. Eu trabalho na periferia há 10 anos e eu acredito muitos neles e nelas. Não vejo só adolescentes, vejo um propósito. Então, quando as vejo participando e sendo protagonistas de um evento como esse me sinto muito feliz”, pontua.

Jariz Beor, na passarela. (Foto: Kísie Ainoã)Jariz Beor, na passarela. (Foto: Kísie Ainoã)

Formada em moda pela Uniderp, a estilista Day Ibrahim estava em um dos stands e apresentou sua coleção inspirada no old school. “Esta é a primeira vez que levo minha coleção para uma exposição. Ela foi criada como trabalho de conclusão de curso e foi totalmente inspirada no estilo old school e no estilo de tatuagem old school, e o resultado é bem comercial”, explica.

Acadêmica de moda Emilli Regina Gonçalves, de 20 anos, prestigiou o evento e elogiou a iniciativa. “Um evento como esse, além de mostrar o trabalho e a inspiração das meninas, traz visibilidade para área de moda em Campo Grande, que ainda tem pouco espaço”, frisa.

Estilista Day Ibrahim estava em um dos stands e apresentou sua coleção inspirada no old school.(Foto: Kísie Ainoã)Estilista Day Ibrahim estava em um dos stands e apresentou sua coleção inspirada no old school.(Foto: Kísie Ainoã)
uando as vejo participando e sendo protagonistas de um evento como esse me sinto muito feliz”, pontua. (Foto: Kísie Ainoã)uando as vejo participando e sendo protagonistas de um evento como esse me sinto muito feliz”, pontua. (Foto: Kísie Ainoã)

O projeto foi apoiado pelo Moda Campo Grande, com oficinas gratuitas que rolaram nos últimos quatro meses no Portal Caiobá, com as meninas participantes. Elas aprenderam maquiagem, customização, desenvolvimento de coleção e até marketing digital, com profissionais de renome em cada um desses segmentos. O resultado dessas oficinas é essa marca de roupa sustentável, produzida e confeccionada por elas, com direção criativa do fashion stylist Lucio Fonseca.

Assim que o desfile encerrou, a passarela foi ocupada por um talk sobre ética, estética e sustentabilidade conduzido pela italiana Chiara Galadeta. A conversa abriu ciclo de workshops e palestras sobre temas variados com profissionais de destaque no segmento.

Stands e expositores.(Foto: Kísie Ainoã)Stands e expositores.(Foto: Kísie Ainoã)
Galeria de sensações e o público. (Foto: Kísie Ainoã)Galeria de sensações e o público. (Foto: Kísie Ainoã)

Além de apresentar o trabalho de meses, o evento abriu a Semana do Lixo Zero com muito estilo. Ainda na temática do lixo zero, é importante ressaltar que todas as roupas confeccionadas pelo projeto “Princesa” foram feitas a partir da doação de retalhos e descartes de tecido pela Lavstar, uma lavanderia industrial que tem como um de seus compromissos otimizar o máximo possível o descarte proveniente de suas atividades.

A cenografia da arena contará com uma Galeria de Sensações onde parceiros irão expor tendências de consumo além de uma Instalação, onde alunos do curso de design de moda da Uniderp irão apresentar seus trabalhos. O público contará também com um Foodpark com a presença de restaurantes parceiros.

O evento foi organizado pelos diretores do coletivo Morenah, a empresária Márcia Marinho, o profissional de Marketing Thallyson Perez e o fashion stylist Lucio Fonseca.

Para participar dos workshops e palestras, a entrada é um quilo de alimento não-perecível e a inscrição pode ser feita na hora ou pelo site www.modacampogrande.com.br.

Curta o Lado B no Facebook e Instagram.

Confira galeria com fotos do desfile:


imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.