A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 19 de Setembro de 2017

25/08/2017 11:15

Inspiradas em Cow Parade, capivaras coloridas chegam a 5 lugares da cidade

As esculturas poderão ser vistas a partir de amanhã e ficam na cidade até dezembro

Thailla Torres
Campo Grande vai receber cinco capivaras coloridas a partir de amanhã (26). (Foto: André Bittar)Campo Grande vai receber cinco capivaras coloridas a partir de amanhã (26). (Foto: André Bittar)

Inspiradas em uma das maiores intervenções artísticas do mundo, a Cow Parade, com esculturas de vacas coloridas a céu aberto, Campo Grande vai receber cinco capivaras com o traço de artistas plásticos de Campo Grande. Cleir Ávila projetou os animais que receberam pinturas e agora vão interagir com público em diferentes pontos da cidade.

O projeto que recebeu o nome de Capivara Urbana foi lançado nesta sexta-feira no Sesc Morada dos Baís, criado pela Águas Guariroba, em comemoração aos 118 anos de Campo Grande. 

Os artistas Ana Ruas, Isaac de Oliveira, Jonir Figueiredo, Guto Naveira e Cleir Ávila expressaram em cada peça o que sentem pela cidade, em cores e diferentes estilos.

Inspirado no poeta Manoel de Barros, o artista plástico Guto Naveira teve a ideia de fazer da natureza - referência que permeia a poesia de Manoel - uma releitura de quem fora o poeta, o Pantanal, as formiguinhas e até a rede social composta por uma família pantaneira.

"São elementos que ele mais buscava. Deixei de lado outras inspirações para respirar poesia e natureza durante esse tempo", explica o artista.

Capipê, feita por Isaac de Oliveira (Foto: André Bittar)Capipê, feita por Isaac de Oliveira (Foto: André Bittar)
Urbês, capivara pintada por Ana Ruas. (Foto: André Bittar)Urbês, capivara pintada por Ana Ruas. (Foto: André Bittar)

Desde que começou a pintar painéis nos prédios, a vontade de Cleir Ávila é sempre interação, por isso usou as cores da bandeira e um detalhe de suas pinturas no corpo do animal. "Minha inspiração é sempre Campo Grande que é natureza. Andar no Parque das Nações é um prazer imenso e por isso eu vejo as capivaras como elemento que faz parte da vida urbana", comenta.

Ana Ruas buscou passar uma reflexão sobre o elo entre natureza e ser humano. "Aqui elas atravessam a rua, isso prova que também temos que respeitar o espaço dela. Minha capivara passa a mensagem de: quem ama, cuida", explica.

Motivado pela beleza dos ipês, Isaac de Oliveira trouxe flores à capivara. "Eu sempre as vejo entre as flores de ipê que caem no chão. Então resolvi fazer os ipês andando sobre ela que marca bem essa interação com a nossa natureza".

Por fim, Jonir Figueiredo tratou o animal como joia rara dos pés a cabeça. "Nossa capivara tem um jeito blasé, contemplativo e por isso ela me lembrou uma indiana. Está sempre ali remoendo a sua grama e isso me fez pensar em um conceito místico que deu forma à Idian Caduveu Popstar", afirma.

Esculpidas em fibra de vidro, as peças têm 90 centímetros de altura, 1,85 cm de comprimento e 60 centímetros de largura. Elas poderão ser vistas pela população a partir de amanhã (26) na Praça Ary Coelho, Orla Morena, Feira Central, Sesc Morada dos Baís e altos da Avenida Afonso Pena.

As esculturas ficarão expostas até dezembro, quando serão leiloadas. O valor arrecadado será doado para instituições assistenciais de Campo Grande.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram.

Capivara Morena, inspiração de Cleir Ávila. (Foto: André Bittar)Capivara Morena, inspiração de Cleir Ávila. (Foto: André Bittar)
Indian Caduveu Popstar é capivara blasé de Jonir Figueiredo. (Foto: André Bittar)Indian Caduveu Popstar é capivara blasé de Jonir Figueiredo. (Foto: André Bittar)
Inspirada em Manoel de Barros, essa é Poesia pintada por Guto Naveira. (Foto: André Bittar)Inspirada em Manoel de Barros, essa é Poesia pintada por Guto Naveira. (Foto: André Bittar)



imagem transparente
Busca

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2017 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.