A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 15 de Agosto de 2018

08/03/2018 07:34

"Tinha que ser mulher": frase ainda comum está entre as que incomodam

"Lugar de mulher é na cozinha" e "é o homem quem manda em casa", além das cantadas que para elas não são elogios são citadas

Mirian Machado
Mulheres reclamam de frase machista sobre trãnsito, que é uma das que mais são ouvidas. (Foto: Marcos Ermínio)Mulheres reclamam de frase machista sobre trãnsito, que é uma das que mais são ouvidas. (Foto: Marcos Ermínio)
Motorista em rua da Capital (Foto: Marina Pacheco)Motorista em rua da Capital (Foto: Marina Pacheco)

“Tinha que ser mulher”, frase machista é campeã na boca dos homens em pleno 2018.

O assunto está nas ruas, é presente o tempo todo nas redes sociais, na televisão, no cinema, e é motivo de campanhas internacionais, mas, nas ruas, é comum ouvir que, em pleno 8 de Março de 2018, Dia Internacional Das Mulheres, o machismo ainda existe e é traduzido, facilmente, nas frases que elas não gostam, mas são obrigadas a ouvir rotineiramente. Algumas palavras nem sempre soam tão agressivas como de fato são e são elas que geram também a violência psicológica.

Muitas mulheres dirigem bem, a frase não condiz com a verdade, disse a advogada Silmara"Muitas mulheres dirigem bem, a frase não condiz com a verdade", disse a advogada Silmara

A frase citada acima foi dita pela maioria das mulheres entrevistadas pelo Campo Grande News. “É a mais famosa, principalmente no trânsito. Não sei porque isso, eu por exemplo dirijo muito bem. As vezes até meu marido fala quando alguém faz uma barbeiragem ‘garanto que é mulher”, disse a advogada Silmara Salamaia. Para ela, a situação melhorou, mas ainda há muito o que mudar, a exemplo dessa provocação no trânsito, apesar das pesquisas indicando que as motoristas são muito mais responsáveis nas ruas.

“Essa até meu pai falava às vezes sem perceber”, disse a técnica em enfermagem Natalia Tavares de 28 anos. “Mas o que incomoda mesmo são as cantadas. Não as considero elogio e me incomoda muito até me atrapalha a caminhar”, explica.

A frase sobre um suposto mal desempenho feminino no trânsito também foi lembrada pela promotora de vendas Jeani Amaral Barbosa, 22 anos. Ela acredita que as palavras são companheiras, ainda, de atitudes machistas. “Chamar de gostosa, por exemplo, não é um elogio. Se fosse, diriam a qualquer momento, mas quando estou acompanhada do meu namorado ninguém mexe. Isso só mostra que eles respeitam apenas os homens mesmo”, lamentou.

Dita várias vezes na época das vovós hoje em dia, a afirmação “mulher tem que pilotar fogão”, ou “lugar de mulher é na cozinha” soa como ironia para a empregada doméstica Ailma Gonçalves Costa de 48 anos, que por sinal não ‘nasceu’ para cozinha e muito menos gosta de cozinhar. “Odeio cozinha, hoje em dia faço as coisas de casa porque a gente precisa e no trabalho, porque precisamos trabalhar né. Mas a gente {mulheres] pode tudo, até mais do que os homens", define.

"Não existe isso de que as tarefas de casa são coisas de mulher. Acho que é até por isso que muitos casamentos são mantidos, os homens não vão pagar empregadas e as mulheres não se impõem”, observa.

Falta de consciência dos homens e falta de imposição das mulheres são os principais fatores que fazem com que ainda exista machismo na opinião da mestra e enfermeira Alírea Lilia de 62 anos. Víuva e bem resolvida é como se define hoje. “Sofri o machismo na época em que era casada também, ouvi muito que lugar é mulher é pilotando fogão”, disse.

Não são todos, mas a maioria ainda acredita e cria a ilusão de que é o “Homem quem manda em casa”. Hoje em dia a falta respeito aliada a desigualdade de gêneros na sociedade auxilia para que em muitos dos casos o homem se sinta superior, o dono da casa. “Acho que é por isso que anda acontecendo tantos casos de homens matando as mulheres. A gente liga a televisão até chora hoje me dia com tanta violência”, contou a dona de casa Helena Ferreira.



imagem transparente

Classificados


Copyright © 2018 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.