A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 20 de Fevereiro de 2019

22/01/2019 09:01

Em tom de conversa entre amigos, "Arrasou Podcast" discute dilemas dos 30+

Com conteúdo cheio de bom humor e temas que vão desde experiências de vida até cultura regional, Jaimeína e Nizael resolveram compartilhar diálogos com a intimidade de 14 anos de amizade em podcast.

Kimberly Teodoro
Jaimeína e Nizael resolveram compartilhar a intimidade das conversas de 14 anos de amizade em podcast regional (Foto: Arquivo Pessoal)Jaimeína e Nizael resolveram compartilhar a intimidade das conversas de 14 anos de amizade em podcast regional (Foto: Arquivo Pessoal)

Horas de conversa em encontros regados a risadas e café em Campo Grande fizeram com que Jaimeína Araujo Ribeiro, de 34 anos e Nizael Flores de Almeida, de 29 anos, decidissem compartilhar a intimidade de 14 anos de amizade com um público bem específico: o de podcast, uma mídia que estourou entre os anos 1990 e 2000, que ganha novo fôlego em aplicativos de música.

Em 30 minutos de áudio gravados pelo celular na casa de Nizael, que vão ao ar toda terça-feira no Spotify, a ideia é discutir os dilemas dos “jovens 30+, uma idade em que as pessoas não são nem tão velhos e nem tão novos assim”, mas acabou virando também uma maneira de contar um pouco mais sobre a cultura e a história de Mato Grosso do Sul e de Campo Grande.

“Começamos a construir os temas em torno das questões que surgem aos 30 anos, e pensamos em começar nos apresentando ao público. Percorremos o universo da retrospectiva, tivemos uma convidada para falar de terapia ocupacional e entramos em questões mais próprias do universo feminino. E a medida que os novos episódios iam ao ar, fomos percebendo com a interação do público que falamos muito da nossa cidade, moramos aqui e consumimos Campo Grande, acabou surgindo também a necessidade de apresentar essa capital tão estereotipada aos nossos ouvintes, que são do país inteiro. Hoje falamos de temas universais dentro do nosso próprio universo”, conta Nizael.

Jaiméina é funcionária pública, mas encontrou no podcast uma válvula de escape para a seriedade do dia a dia (Foto: Arquivo Pessoal)Jaiméina é funcionária pública, mas encontrou no podcast uma válvula de escape para a seriedade do dia a dia (Foto: Arquivo Pessoal)
Nizael só vai chegar aos 30 em fevereiro, mas o estado de espírito o acompanha há quase 5 anos (Foto: Arquivo Pessoal)Nizael só vai chegar aos 30 em fevereiro, mas o estado de espírito o acompanha há quase 5 anos (Foto: Arquivo Pessoal)

Nizael e Jaimeína se conheceram em 2005, quando ele era menor aprendiz em um órgão público e ela havia recém passado no concurso para trabalhar no mesmo lugar. Colegas de departamento, o que era para ser apenas conversa de corredor acabou em companheirismo que dura há quase 15 anos. Desde então, a vida aconteceu, Nizael foi fazer faculdade de letras no interior do estado, viajou pelo país e pela América Latina, mas a amizade não sofreu com a distância, pelo contrário, é o tipo de amizade que não cobra presença física e a cada reencontro, faz com que o tempo pare por algumas horas, como se a distância nunca houvesse existido.

“Consumidora assídua de podcasts” a proposta de registrar em áudio as conversas dos dois veio de Jaimeína, “Ouço programas como ‘Um Milkshake chamado Vanda’, que é nacional e alguns outros que falam sobre política, jornalismo, cultura e estilo de vida’ há cerca de 2 anos e me apaixonei. Fiz uma pesquisa pra ver se eu achava algo legal que fosse aqui de Campo Grande, não achei e pensei, por que não fazer o nosso? Mostrei alguns veículos, alguns temas, primariamente no spotify onde o nosso consumo é maior e o Nizael topou desde o começo”, explica.

"Eu sou uma 30+, sou casada e não tenho filhos, não sei se quero ter, e tem toda essa pressão de passar da idade de ter filhos, de precisar decidir tudo agora, mas não sei se estou pronta. Tem muita gente que tem a mesma ideia, tem que já passou dos 30 e não está feliz com o trabalho mas se prende a ideia de que está velha para largar tudo e começar uma coisa nova. Estamos aqui para mostrar que nunca é tarde para aprender coisas novas e que a vida é um eterno processo de autoconhecimento”, conta Jaimeína.

Para Nizael, a parte mais interessante é o retorno do público, onde os dois notaram a existência de um pré-conceito sobre a cidade, “Campo Grande carrega um estereótipo de ter a natureza dentro de casa, em situações cômicas em que as pessoas querem saber se aqui criamos onças e capivaras dentro de casa, essas ideias trazem comparações entre o que apresentamos para o público sobre a cidade e a ideia que eles já tem.As pessoas romantizam um pouco essa história toda, nossa cidade é um lugar de passagem, normalmente quem vem de fora é para chegar até Bonito, Jardim, Corumbá ou ir até a fronteira, mas queremos mostrar que aqui também tem coisas interessantes”, conta Nizael.

Extrovertidos, cada novo episódio traz um pouco mais sobre as experiências de cada um e sobre Campo Grande (Foto: Arquivo Pessoal)Extrovertidos, cada novo episódio traz um pouco mais sobre as experiências de cada um e sobre Campo Grande (Foto: Arquivo Pessoal)

A poucos dias de fazer aniversário, Nizael brinca que se prepara para a data há mais ou menos 5 anos, ele se define como uma pessoa que gosta de mudanças e ouvir com frequência que a chegada dos 30 “balança a vida”, fez com a expectativa só aumentasse com o passar do tempo. Já a explicação de Jaimeína é outra. Para ela, o amigo sempre foi “velho de alma”, o que fez com que os assuntos da vida adulta se tornassem cada vez mais presente nas conversas.

Como o trabalho de Jaimeína exige um ambiente mais sério, a válvula de escape é o podcast. Comunicadora nata, desde a infância e um desejo não realizado de ser jornalista, ela está sempre criando alternativas para isso e até já criou até um canal no youtube, mas pela demanda de tempo entre gravar e editar, acabou não conseguindo manter a constância. Um problema resolvido com a facilidade de produção de um podcast e pela parceria com Nizael.

O programa, que tem o estilo único dos dois, une as personalidades opostas dos amigos, ela, mais pé no chão e ele, facilmente levado a perseguir o vento e não se prender muito em lugar nenhum, mas acabou dando tão certo que a sintonia dos dois flui até o ouvinte, trazendo identificação. O contexto é a ideia de levar uma vida mais leve, sem prazos e regras ditadas por outros, a cada programa Nizael e Jaimeína descartam ideias velhas sobre envelhecer, encontrar o próprio eixo na vida e explorar a própria localidade, ao mesmo tempo deixando para trás o clichê de que em “Campo Grande não tem nada para fazer”.

Acesse o conteúdo da dupla pelo Spotify clicando aqui e acompanhe as novidades pelo Instagram @arrasou.podcast.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram.



imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.