A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 21 de Setembro de 2017

06/08/2017 09:22

Famoso, "Paizinho, Vírgula" mostra que o homem "pode sair do armário" como pai

Ele esteve ontem em Campo Grande falando sobre disciplina positiva; uma maneira de educar os filhos com respeito e longe da violência

Thailla Torres
Thiago explica como a disciplina positiva ajuda a enxergar os filhos de maneira respeitosa. (Foto: João Paulo Gonçalves)Thiago explica como a disciplina positiva ajuda a enxergar os filhos de maneira respeitosa. (Foto: João Paulo Gonçalves)

Educar os filhos não é tarefa fácil e quando o homem é surpreendido com a chegada da paternidade, assim como as mães, também surgem as dúvidas, medos e angústias. Além disso, é comum aflorar o machismo que estabelece uma distância boa entre o homem e a sensibilidade. "Sair do armário" como pai amoroso, não é tarefa fácil. E foi buscando caminhos que o educador Thiago Queiroz ganhou destaque na internet.

Dono do blog “Paizinho, vírgula”, Thiago é pai de Dante, de 4 anos, e Gael, de 2. Hoje, ele discute questões relacionadas a paternidade e acredita que é possível ensinar aos filhos o que é certo e errado na base do amor, sem usar do castigo.

A convite do grupo Laço Materno, ele esteve em Campo Grande neste sábado (5) para uma roda de conversa de 3 horas sobre disciplina positiva, uma filosofia baseada no respeito, na firmeza e no amor entre crianças e os pais.

Conversa durou cerca de 3 horas. (Foto: Thailla Torres)Conversa durou cerca de 3 horas. (Foto: Thailla Torres)

Em entrevista ao Lado B, antes do bate papo com o público, Thiago explicou o que na maioria da vezes afasta os homens de se assumirem como pais.

"É difícil porque há toda uma estrutura da sociedade machista desde que os homens são crianças. Eles são sempre tirados dos espaços e brincadeiras que dizem muito sobre o cuidar. Então é muito difícil que os homens desenvolvam essas características. Hoje é ainda mais difícil reeducar esses pais, mas é possível passar para eles uma base para que ensinem os filhos a se comportarem de outra maneira", explica.

Thiago acredita que é possível inserir os filhos em atividades que vão fazer total diferença no futuro. "Sim, dar uma boneca ao seu filho, fazer com que ele desenvolva atividades na casa, como por exemplo, lavar a louça. Isso não é tarefa só de menina. É claro que eles vão fazer uma sujeira, mas é com esse tipo de comportamento que essa criança vai se tornar um homem no futuro que provavelmente não vão precisar desconstruir um pensamento machista", explica.

A disciplina positiva também ajuda os pais a enxergarem os erros cometidos no passado. A violência é principal questão a ser desmoronada quando surgem as reflexões de Thiago. "Meu conteúdo nunca abraçou a violência. Muita gente fala em punição e castigo. Mas eu consigo chegar e explicar a ele sobre o mundo sem precisar desse tipo de coisa. O mais bacana da paternidade é que nós temos total capacidade de dar alternativas aos filhos para eles serem autônomos, longe da pressão e das dores".

Antes de cada pai e mãe exporem suas dúvidas, Thiago orienta que todos se acalmem e lembrem que nem sempre há um problema com o filho. "Cada criança tem a  sua característica. E o mais importante é se dar conta que para cuidar de um filho da maneira mais amorosa possível, é preciso olhar para trás e ver todos os problemas que aconteceram com você , e a partir disso construir um novo futuro com essa criança. É vendo o pai fazer diferente e fazendo o melhor que a criança compreende", afirma.

Para quem ainda não conhece basta acompanhar as dicas de Paizinho, vírgula no Facebook ou no Youtube.

Curta o Lado B no Facebook.

Dono do blog “Paizinho, vírgula”, Thiago que é pai de Dante, de 4 anos, e Gael, de 2. (Foto: Divulgação)Dono do blog “Paizinho, vírgula”, Thiago que é pai de Dante, de 4 anos, e Gael, de 2. (Foto: Divulgação)



imagem transparente
Busca

Compartilhe

Classificados


Copyright © 2017 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.