ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, SEGUNDA  15    CAMPO GRANDE 19º

Comportamento

Há 26 anos, Nelson limpa praça e não abandona venda de garapa

Aposentado desde 1998, o morador conta que acompanhou bairro mudar e não cansa de ouvir histórias

Por Aletheya Alves | 18/06/2024 06:31
Há 26 anos, Nelson é o garapeiro do bairro Santo Amaro. (Foto: Aletheya Alves)
Há 26 anos, Nelson é o garapeiro do bairro Santo Amaro. (Foto: Aletheya Alves)

Já faz 26 anos que Nelson José dos Santos começou a tirar o mato que se espalhava pela lateral da Praça Esportiva Waldomiro de Souza, no Santo Amaro. Desde aquele tempo, o aposentado passou a vender garapa na Rua Marechal Hermes. Agora, duas décadas depois, ele garante que não abandona a rotina de limpar seu lado da praça e esperar os clientes para a contação de histórias começar.

“Eu acordo, tomo café e venho para cá limpar. Todo dia é assim. Depois, tomo banho, abro a garaparia e trabalho de segunda a segunda. Mas eu venho porque gosto mesmo”, explica o senhor de 76 anos. É assim, em resumo, que os dias começam com seu Nelson levando a vassoura para recolher as folhas e só depois aproveitar a sombra.

Quando tinha 50 anos, o sul-mato-grossense se aposentou e foi convidado pelo irmão para se empenhar na “dor de cabeça” que era o matagal. “Isso aqui era muito diferente. Não tinha nem energia elétrica e a praça era só terra, a mulher chegava a chorar com tanta poeira que levantava”.

Na época, Nelson começou a fazer a manutenção com o irmão, mas no meio do caminho acabou ficando com o trabalho todo para si. “Ele perguntou o que eu ia fazer estando aposentado e perguntou se eu não queria ficar com a garaparia ali. Comprei dele e não saí mais”, explica.

"Quintal" de casa é varrido diariamente pelo aposentado. (Foto: Aletheya Alves)
"Quintal" de casa é varrido diariamente pelo aposentado. (Foto: Aletheya Alves)
Morador brinca que caldo de cana é a solução para aposentados. (Foto: Aletheya Alves)
Morador brinca que caldo de cana é a solução para aposentados. (Foto: Aletheya Alves)

Apegado à praça, o morador chegou por ali quando a estrutura realmente era quase nula. Mesmo assim, ele e a esposa decidiram que o Santo Amaro seria seu lar.

Tendo sido criado na roça, Nelson detalha que ele e a esposa chegaram a passar alguns anos com a enxada em mãos. Vendo a colheita não render, a solução foi se mudar para Campo Grande e tentar uma nova vida.

“Depois, eu trabalhei minha vida toda na mesma empresa e sempre que a gente tinha tempo vinha levantar a casa. Até que ela ficou pronta e a gente se mudou, depois não saímos mais daqui”.

Considerando que era necessário usar lampião quando chegaram, Nelson garante que hoje a história é outra. E é esse um dos motivos para continuar cuidando tanto do espaço perto de casa, já que o carinho pelo bairro cresceu junto com a idade.

Já sobre a venda de caldo de cana, o aposentado diz que a prática não é um peso. Por ali, debaixo das árvores, ele aguarda os clientes que já conhece e, de tempos em tempos, novas histórias se somam.

Nas últimas semanas, a última alegria foi ganhar uma postagem em grupo do Facebook por ser gentil. “Uma mãe passou com o filho na cadeira de rodas e ela voltou pelo mesmo caminho. Eu parei ela para conversar, ela contou sobre o menino e você precisava ver como ele é esperto. Quando ela estava indo embora, eu falei que queria dar a garapa para eles”.

Impressionada com a gentileza, a mulher decidiu fazer a publicação elogiando Nelson. “Eu gosto de estar aqui tranquilo, depois chega alguém e a gente conversa. É bom, o dia vai passando”, relata.

E, para conhecer a garaparia do Nelson, o endereço é Rua Marechal Hermes, Santo Amaro. De segunda até sábado, o horário é das 8h às 17h. Aos domingos é até 12h.

Acompanhe o Lado B no Instagram @ladobcgoficial, Facebook e Twitter. Tem pauta para sugerir? Mande nas redes sociais ou no Direto das Ruas através do WhatsApp (67) 99669-9563 (chame aqui).

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para entrar na lista VIP do Campo Grande News.

Nos siga no Google Notícias