ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, TERÇA  26    CAMPO GRANDE 24º

Comportamento

No Facebook, jovem publica dia-a-dia dos últimos movimentos da mãe

Por Paula Maciulevicius | 21/11/2013 06:27
No último dia 11, Lucinei fez aniversário. Ganhou bolo e presentes no Hospital Militar. Festa idealizada pela filha, Karina.
No último dia 11, Lucinei fez aniversário. Ganhou bolo e presentes no Hospital Militar. Festa idealizada pela filha, Karina.

Há dois meses ela posta quase que diariamente uma foto da mãe internada e da força que as duas vem tendo. Karina Pleutim Pinheiro de 26 anos, transformou o mural do Facebook em páginas do diário, onde conta todos os dias as melhoras e conquistas e os desabafos de quem vê a doença consumir o corpo da mãe. "Minha filha, minha mãe, minha amiga, minha guerreira, meu exemplo de tentar viver a vida até o último momento. Você me deixa feliz a cada dia, mas hoje você está mais linda que tudo. Amo você".

As frases são de uma das postagens. A foto, à primeira vista é forte, mostra a fragilidade de uma mulher que de mãe, se tornou filha, dependente dos cuidados da jovem e das demonstrações públicas de afeto. No total, são dois meses e 21 dias de internação no Hospital Militar de Campo Grande, em decorrência do estágio da doença degenerativa que Lucinei sofre, chamada Coreia de Huntington. A doença avança na medida em que atrofia o cérebro. Aos poucos, a mãe vem perdendo a coordenação motora, a fala, mas não a força e vontade de viver.

A doença se manifestou há oito anos, mas até dois meses atrás estava sob controle. Só que de agora em diante, a tendência é que os membros se atrofiem cada vez mais. Nas palavras, Karina põem para fora como se narrasse os últimos movimentos da mãe. Pelo diagnóstico médico não há cura, pela fé, há esperança de que ela se recupere.

"Você dorme como um anjo, e eu fico aqui do seu lado com coração explodindo de tanta felicidade por ver e saber que você está cada dia melhor.. Só mais alguns dias minha linda e já vamos estar de volta pra nossa casa. Obrigada mãe por me proporcionar esse momento único e verdadeiro entre nós (sua recuperação) Deus é maravilhoso e nossa fé junto com sua vontade e luta de viver é maior ainda. TE AMO incondicionalmente", publicou dia desses.

Quase que diariamente, jovem posta o estado da mãe, seguido de palavras de agradecimento e carinho.
Quase que diariamente, jovem posta o estado da mãe, seguido de palavras de agradecimento e carinho.

Os posts não começam com um 'querido diário', mas descrevem o dia-a-dia delas, sem incluir melancolia alguma. As unhas vermelhas de mãe e filha, os jogos do Flamengo, assistidos pela tv do quarto do hospital, até o aniversário de Lucinei foi retratado. A comemoração dos 45 anos teve bolo, amigos, presentes e passeio lá fora. "Não tem como parar por aqui, os órgãos vão parando, tem a parte do pulmão também que afeta muito. A medicação que ela toma é somente para os espasmos que ela tem e o nervosismo dela", descreve na entrevista.

Diante do avanço da doença, a jovem não sabe da onde vem a força para manter o sorriso no rosto dela e da mãe. "Deus me dá forças ele sabe por tudo o que eu passo. As pessoas que sabem da minha luta, dizem que a minha mãe resolveu ficar no mundo pelo amor que eu tenho por ela, somente por isso". O estado de saúde dela é considerável bom, Lucinei ainda mexe todos os membros, vive muito atenta e responde sempre quando chamam ou perguntam algo. Só está restrita a falar pela traqueostomia. No entanto a retribuição de tanto carinho é feita pelo olhar.

Os afetos, mostrados publicamente, incluem até a mesma cor do esmalte.
Os afetos, mostrados publicamente, incluem até a mesma cor do esmalte.

Nesta quarta-feira, Karina postou aos amigos o pedido de ajuda para manter a mãe em casa. Lucinei terá alta na próxima quarta-feira, mas com uma lista de cuidados que incluem: cama hospitalar, colchão próprio para cama, aspirador para a traqueostomia que ela usa e bomba de oxigênio. "Estou há muito tempo correndo atrás de equipamentos que a partir de agora serão necessários em casa, mas infelizmente não obtive nenhum sucesso até o momento. Gostaria muito de quem souber ou até mesmo tiver os equipamentos que me chamassem no inbox ou me ligassem", escreveu.

Quem puder ajudar, a jovem reforça que todos os equipamentos são muito caros, pode ligar para o 9129-0437. Karina vai seguir com as publicações no Facebook. "Compartilhar na rede social é uma forma de expressar minha alegria depois de tanto esforço".

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário