A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 24 de Maio de 2019

07/05/2019 07:41

Fashionistas, Betina e Matilda têm sapatos como de "gente" que custam R$ 95,00

Feitos em couro, com direito a ilhós e cadarço, as miniatures usadas pelas bonecas são exclusivas

Kimberly Teodoro
A delicadeza das miniaturas é tanta que facilmente são confundidas com sapatinhos de criança (Foto: Paulo Francis)A delicadeza das miniaturas é tanta que facilmente são confundidas com sapatinhos de criança (Foto: Paulo Francis)

Apesar de pequena, Betina tem o próprio estilo e é fashionista da cabeça aos pés. Principalmente nos pés, com calçados feitos à mão com materiais que vão do couro aos mais diversos tipos de tecido. Como se não bastasse, eles têm até um molde próprio, para garantir exclusividade e levam 24 horas completas para que cada pé fique pronto.

Pela riqueza de detalhes e delicadeza com que o couro toma forma, recebe o acabamento que tem direito a ilhós, cadarço e até revestimento estampado combinando com o exterior, os calçados usados por ela e pela irmã mais velha, Matilda, custam em torno de R$ 95. O diferencial? Eles cabem na palma da mão.

Além do acabamento em couro, o revestimento também é feito de acordo com tecido estampado (Foto: Paulo Francis)Além do acabamento em couro, o revestimento também é feito de acordo com tecido estampado (Foto: Paulo Francis)
Betina e Matilda ganham personalidade com os sapatinhos feitos sob medidas (Foto: Paulo Francis)Betina e Matilda ganham personalidade com os sapatinhos feitos sob medidas (Foto: Paulo Francis)

A descrição poderia ser baseada no depoimento de qualquer mãe que curte moda e adora investir em acessórios, mas nesse caso “as aparências enganam”. Ao contrário do que as fotos postadas no Instagram do costureiro e responsável pela criação das peças, Márcio Massad, parecem à primeira vista, os sapatinhos não são para bebês. Betina e Matilda são bonecas.

Márcio não é figura nova por aqui, já apareceu no Lado B dando dicas de corte e costura e moda masculina. Dessa vez, inspirado pelo reino sem fronteiras da internet, trouxe para Campo Grande um segmento que mesmo em nível nacional ainda é restrito: Acessórios em miniaturas para bonecas, mania cada vez maior entre os colecionadores.

Cabeçudas e com uma vasta cabeleira orgânica, importada da China, uma das principais características da boneca russa é a estrutura rígida e articulada, que faz com que elas fiquem em pé e mexam braços e pernas. Feitas em malha, cada parte do corpo das “meninas” leva duas camadas de revestimento em feltro, o que garante uma pele “lisinha e sem celulites, irregularidade na superfície do tecido”.

Todo o processo é manual, Márcio precisou inclusive fabricar o próprio molde em madeira para terminar os sapatinhos (Foto: Paulo Francis)Todo o processo é manual, Márcio precisou inclusive fabricar o próprio molde em madeira para terminar os sapatinhos (Foto: Paulo Francis)

“Toda vez posto fotos as pessoas acham que é para bebê, mas não é o meu intuito trabalhar com roupas de criança. Eu faço as bonecas porque é uma paixão. Quando eu vi os sapatinhos de couro, fiquei encantado e a primeira coisa que fiz foi descobrir como fazer”, explica Márcio.

Com a experiência de anos como professor de corte e costura, Márcio começou observando as dimensões e formatos na tela do computador, antes de buscar ferramentas para realizar o trabalho. Para os sapatinhos, comprou inclusive o primeiro molde na internet e acrescentou os próprios detalhes, como o acabamento em costura e o revestimento com tecido estampado. No caso do all star, até a logo foi impressa em folha sulfite e colada no tecido com acabamento impermeabilizante.

Já para as bonecas, o costureiro nunca teve uma forma, de acordo com ele o modelo surgiu depois de muitos vídeos em que artesãs russas ensinavam como fazer. “Não entendo russo, então tentei seguir a minha intuição. Assistia aos vídeos com elas fazendo e falando na língua delas e ia imaginando como seria na prática”.

Márcio dá aulas de costura e não consegue ficar longe das linhas e agulhas nem na hora de escolher um hobby (Foto: Paulo Francis)Márcio dá aulas de costura e não consegue ficar longe das linhas e agulhas nem na hora de escolher um hobby (Foto: Paulo Francis)

O interesse pelas bonecas é inexplicável, Márcio nem mesmo se lembra de quando exatamente começou, mas sempre achou lindo trabalhos feitos artesanalmente. “É algo que eu sempre quis fazer, mas nunca imaginei fazer de fato”.

Além das bonecas, que ganham roupas e acessórios que, a exceção do tamanho, parecem feitos para pessoas, as paredes também repletas de miniaturas emolduradas em porta-retratos que dão toque original à decoração do ateliê.

Até o momento o designer faz as peças por hobby, mostrando que nem nas horas livre é capaz de ficar longe das linhas e agulhas, mas conta que pretende começar a aceitar encomendas assim que um novo lote de cabelos chegar da China e vender kits “para montar” em que as pessoas recebem o corpo da boneca e os acessórios desmontados e ela mesma pode montar em casa, transformando o passa-tempo em uma “terapia” interativa.

Para ver outros modelos e acompanhar as novidades, siga Márcio pelo Instagram @pequenomassad, clicando aqui.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram.

 




imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.