ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, QUINTA  29    CAMPO GRANDE 32º

Consumo

Mulheres da fronteira inspiram coleção de vestidos no estilo pin-up

Estilista de Bela Vista criou peças que representam força e liberdade das mulheres com quem viveu

Jéssica Fernandes | 22/09/2022 07:56
Natural de Bela Vista, Lidiane Lopes criou marca LidyLo em 2015. (Foto: Arquivo pessoal)
Natural de Bela Vista, Lidiane Lopes criou marca LidyLo em 2015. (Foto: Arquivo pessoal)

Com cores que remetem a força, saudade e amor, a coleção de primavera verão da estilista Lidiane Lopes, de 38 anos, é inspirada na força das mulheres fronteiriças. A bela-vistense é criadora da marca LidyLo que tem o ‘pin-up’ como referência principal na moda.

Assim como nos lançamentos anteriores, a estilista confeccionou 10 peças para a coleção ‘Mulher da Fronteira’. O estilo que marcou a década de 1950 segue presente nos vestidos rodados e estampados produzidos por Lidiane.

Apesar de agora residir na Capital, ela comenta como as figuras femininas que fizeram parte da sua criação na fronteira continuam sendo fonte de inspiração e admiração.

Roupas tem cortes e elementos inspirados na moda da década de 1950. (Foto: Arquivo pessoal)
Roupas tem cortes e elementos inspirados na moda da década de 1950. (Foto: Arquivo pessoal)

“Eu produzi essa coleção para fazer uma homenagem às mulheres com quem fui criada na minha cidade, Bela vista, fronteira com o Paraguai. Mulheres fortes, imponentes, donas de si que não levam desaforo pra casa. Uma mulher livre. Essas mulheres me inspiraram a ser quem eu sou hoje”, destaca.

Além das mulheres de Bela Vista, Lidiane também admira outra pessoa que é uma verdadeira musa quando o assunto é a moda dos anos 1950. “Bettie Page, modelo norte-americana considerada a rainha das pin ups é minha inspiração porque ela traz essa mulher poderosa a frente do seu tempo”, afirma.

Em diferentes tons e modelos, as roupas também contam a história da estilista que sente orgulho em ser uma mulher da fronteira. “Usei as cores pra contar a história da LidyLo. O azul e branco remete a saudade, a inocência, as brincadeiras na rua, a criança. O preto vem mostrar a força desta menina e personalidade forte. O rosa traz gentileza, amor e o brilho vem trazer a mulher que busca o reconhecimento”, explica.

As peças da coleção tem paleta de cores cheias de significados. (Foto: Arquivo pessoal)
As peças da coleção tem paleta de cores cheias de significados. (Foto: Arquivo pessoal)

A costura e a paixão pelo ‘pin-up’ - Dentro de casa, a estilista se encantou cedo pela arte da costura e em como um simples pedaço de tecido poderia se tornar, segundo ela, uma ‘obra prima’. Na igreja que frequentava quando criança, Lidiane passou a ver com outros olhos as saias e vestidos usados pelas mulheres. “Me lembro de ficar observando aqueles tecidos e o corte e tudo me encantava”, conta.

Já adulta, a bela-vistense escolheu o direito como curso, porém abriu mão dele e optou pelo de corte e costura. ‘Larguei a faculdade pela linha,agulha e tesoura”, resume a estilista.

Como sempre gostou de usar saias e vestidos, além da liberdade e ousadia presentes no pin up e expressadas na modelo norte-americana, Lidiane não pensou duas vezes em qual estilo seguir quando criou a marca em 2017.

Através dos cortes e moldes do segmento ‘pin up’, hoje a estilista desenha, costura e adapta as roupas para as ‘mulheres contemporâneas da nossa época’. Em cada peça, ela também coloca um pouco de si e do que ama. “Eu amo me vestir de saias e vestidos. São elegantes e nunca saem da moda. Levo meu estilo para minha marca”, conclui.

Confira a galeria de imagens:

  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News
  • Campo Grande News

Acompanhe o Lado B no Instagram @ladobcgoficial, Facebook e Twitter. Tem pauta para sugerir? Mande nas redes sociais ou no Direto das Ruas através do WhatsApp (67) 99669-9563 (chame aqui).

Nos siga no Google Notícias