A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 19 de Março de 2019

30/11/2018 09:00

A 257 km da Capital, Festival Cata Guavira tem participação de 2 masterchefs

Em Bonito, além dos pratos tradicionais em degustação, quer for também terá a oportunidade de provar a sobremesa do chef Rafael Gomes

Kimberly Teodoro
Festival celebra a importância da guavira, fruta típica do Cerrado brasileiro e símbolo de Mato Grosso do Sul (Foto: Divulgação)Festival celebra a importância da guavira, fruta típica do Cerrado brasileiro e símbolo de Mato Grosso do Sul (Foto: Divulgação)

Fruta típica do Cerrado, rica em vitamina C e ligada à memória afetiva do povo sul-mato-grossense, a guavira, além de símbolo do Estado, também tem seu próprio Festival. Já na 5º edição, o Cata Guavira começa hoje (30) em Bonito e vai até o dia 2 de dezembro. A entrada é gratuita, o valor arrecadado com os pratos vendidos durante o evento será revertido para a Associação Pestalozzi de Bonito.

O Festival tem como princípio a ecogastronomia, o equilíbrio entre sustentabilidade e o prazer de comer. Além da valorização da cultura, dos trabalhadores locais e da maneira tradicional de produção, há também o gostinho de comer a fruta direto do pé, para trazer de volta lembranças da infância. O bônus é experimentar um sabor já conhecido em versões que vão do simples ao mais sofisticado.

O chef Rafael Gomes trará uma sobremesa especial criada durante o programa e que será vendida a R$ 15,00 reias (Foto: Reprodução Facebook)O chef Rafael Gomes trará uma sobremesa especial criada durante o programa e que será vendida a R$ 15,00 reias (Foto: Reprodução Facebook)

Evento que sempre reuniu os melhores chefs do País, neste ano tem a presença de dois participantes do Masterchef Brasil: Daniel Barbosa e Rafael Gomes.

Com produtos sul-mato-grossenses, Rafael estará no Disco Xepa, almoço feito pelos chefes de cozinha Chefes Magda Moraes e Marlon Liborio com ingredientes dos feirantes no conceito slow food, um movimento culinário que valoriza produtos artesanais, de qualidade e produção respeito ao meio ambiente, aliados ao prazer da alimentação.

A sobremesa escolhida não tem guavira, mas é o hit do chef, a Mocha, uma mousse de chocolate belga com café, caramelo, paraline e espuma de amêndoas, que é um sucesso do menu do restaurante Itacoa Paris. Servida lá fora por 9 euros, equivalente a de R$ 39,42, aqui o valor será de apenas R$ 15,00 que vai para a Pestalozzi.

O cunho beneficente e a parceria com o chef Daniel Barbosa foi o que trouxeram Rafael para Mato Grosso do Sul, “Quando Daniel me falou sobre o projeto, explicou que toda a arrecadação seria para a Pestalozzi, que faz um trabalho maravilhoso eu também quis participar. A gastronomia consegue unir muita gente, nesse momento do mesmo jeito que recebemos tanto, podemos usar isso para retribuir um pouco e ajudar quem precisa”, conta.

O Cata Guavira está em sua 5º edição e é um dos eventos gastronômicos mais importantes do país (Foto: Divulgação)O Cata Guavira está em sua 5º edição e é um dos eventos gastronômicos mais importantes do país (Foto: Divulgação)

Outra atração será as oficinas sobre a produção de kombucha e chucrute, com Jéssica Vidal, Grazielle Goboviskie e Mel Mendonça, pães e fermentação natural, com Ricardo Corrêa André Vitaliano e oa chef terena Kalymaracaya.

Os chefs Letícia Krause e Paulo Machado lançam o livro “Guavira: Receitas e histórias”, com um pouco da relação do povo sul-mato-grossense com a fruta do Cerrado, expressa em receitas da terra, contos e tradições. Mesmo para quem não for ao Festival, é possível baixar o e-book pelo site clicando aqui, basta fazer uma doação que será revertida para Associação Pestalozzi de Bonito.

Além de palestras e discussões que destacam a importância da guavira para a economia local, quem aparecer por lá, também vai aproveitar música ao vivo, mostra de negócios, oficinas e degustação de pratos feitos com ingredientes plantados por produtores locais.

Mr. Formoso e Caçador de Guavira trarão um pouco da história e da relação do sul-mato-grossense com a fruta (Foto: Divulgação)Mr. Formoso e Caçador de Guavira trarão um pouco da história e da relação do sul-mato-grossense com a fruta (Foto: Divulgação)

Encerrando o evento haverá o Almoço com os Chefs, realizado à beira do Rio Formoso, no Refúgio da Barra, com pratos servidos pelos chefs Daniel Barbosa, Hugo Rodas, Marcílio Galeano, Lucas Caslu, Mário Portela, Silvio Trujillo, Camila Brito e Fábio  Calderon.

Com música ao vivo, o almoço promete ser uma experiência completa, inclusive com a presença do Mr. Formoso & Caçador de Guaviras, personagens icônicos que farão uma apresentação cultural contando a história da fruta e sua importância para o Cerrado brasileiro. O ingresso custa R$ 150,00 e pode ser parcelado em até 2 vezes no cartão, compre pelo site clicando aqui.

Confira a programação completa e faça a inscrição pelo site: https://www.cata.eco.br.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram.

 

 



imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.