A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 15 de Outubro de 2019

21/09/2019 08:15

A três meses do Réveillon, já está difícil conseguir reservas em Bonito

Para quem depende do transporte de vans ou ônibus também é melhor se antecipar

Danielle Valentim
Uma das acomodações do Hostel Che Lagarto. (Foto: Divulgação)Uma das acomodações do Hostel Che Lagarto. (Foto: Divulgação)

Quem pretende conhecer Bonito ou participar das tradicionais festas de Réveillon da região tem de se apressar, pois muitas opções de hospedagem já estão esgotadas. Ainda faltam três meses para a virada do ano, mas a alta do dólar deu uma reviravolta na escolha do destino turístico desta alta temporada.

Alguns hotéis fecharam a última reserva em agosto e a proximidade dos eventos refletiu até nos preços médios de hostels e albergues, que costumam ter preços menores.

Sem encontrar lugar de custo-benefício em conta, o técnico de enfermagem Jeferson da Costa Carvalho, de 30 anos, optou por aplicativos de acomodações em residências, mas também teve problemas. Muitos anfitriões não tinham atualizado o preço para a “alta temporada” no AirBnb.

“Os locatários não tinham atualizado o sistema. Reservei em três lugares e os três foram cancelados porque os preços não estavam atualizados. Aí os donos mandaram mensagem pedindo desculpas. Em outro lugar, a casa estava aparecendo no sistema, mas a mulher já tinha alugado”, conta.

Na quarta tentativa, o técnico de enfermagem conseguiu reservar. “Consegui um lugar só depois que mandei mensagem antes para anfitriã perguntando se estava certo o preço. Ela disse que não, mas atualizou e eu consegui reservar”, conta.

Entre os dias 28 de dezembro de 2019 e 1º de janeiro de 2020, as reservas pelo Airbnb já estão numa média entre R$ 90 e R$ 1.600,00 a diária.

Formado em hotelaria, na Espanha, o empresário Jean Sendin, de 30 anos, acaba de abrir sua empresa na cidade. Além de serviços turísticos e passeios, administra dezenas de casas que oferecem a hospedagem pelo Airbnb. Ele é categórico em dizer que esgotaram-se as reservas e justifica a antecipação da procura por dois motivos.

“Eu falei sobre isso, inclusive, em uma palestra que eu dei em Curitiba. A questão do dólar fez com o que as pessoas enxergassem o turismo de forma diferente. O pessoal está ficando pelo Brasil, mesmo. Outra coisa, é que as pessoas estão cansando de praia e optando pelo turismo de aventura e, Bonito proporciona tudo isso, com a praia da Figueira, balneários e demais passeios. Outro diferencial é que Bonito tem dois extremos, com atividades de alto e baixo investimento, para todos os bolsos”, explica.

Na rede Che Lagarto Hostel Bonito, por exemplo, os apartamentos triplos já estão lotados para o Réveillon. A regra para o fim de ano é o pacote de 29 de dezembro de 2019 a 1º de janeiro de 2020. No site, o quarto duplo (1 cama de solteiro ou 1 de casal) tem preço em torno de R$ 1.230,00 e o quádruplo (4 camas de solteiro ou 2 de solteiro e 1 de casal) fica entre R$ 1.300,00 e R$ 1,500,00.

O balcão de turismo do Che Lagarto Bonito organiza passeios para as atrações locais, como o Rio Formosinho e o Aquário Natural, ambos a 7 km da área urbana. O centro de Bonito fica a apenas 800 metros do hotel.

Já o Papaya Hostel Bonito está pedindo a reserva para 5 dias. Pelo site o quarto triplo (1 cama de casal e 1 de solteiro) sai a R$ 2.300,00 e o quádruplo (1 cama de casal e 2 camas em beliche) R$ 3.100,00. Também há opção de quarto com oito camas. A simulação para 5 noites fica R$ 720 por pessoa.

O albergue fica a 12 km do Aeroporto de Bonito, a 800 metros da Praça Central e a 18 km da Gruta do Lago Azul.

Com a exigência de no mínimo quatro diárias, de 28 de dezembro de 2019 a 1º de janeiro de 2020, o Hi Hostel ainda conta com quarto de seis camas, somente para homens, a partir de R$ 300, os quartos quádruplos clássicos (1 cama de casal e 1 beliche) que podem ser reservados entre R$ 1400,00 e 1.800,00.

Também há a opção do quarto família com cinco camas com valores entre R$ 1.500,00 e 2.000,00.

O Bonito HI Hostel Suites está a 600 metros da estação rodoviária de Bonito e a 12 km do Aeroporto Regional de Bonito. O Projeto Jibóia fica a 200 metros do local.

Área no Camping Rio Formoso. (Foto: Divulgação)Área no Camping Rio Formoso. (Foto: Divulgação)

A empresária Ana Margarida Leite, proprietária do Camping Rio Formoso percebeu a antecipação das reservas. “Apesar do nosso espaço ter uma clientela fiel há 22 anos, esse ano o pessoal deixou para fim tudo no fim do ano. Para dezembro a diária custará R$ 60 e a reserva da churrasqueira R$ 50”, explica.

O transporte também tem de ser planejado, afinal, deixar para última hora pode deixar turista na mão. O trecho diário Campo Grande a Bonito para moradores de Mato Grosso do Sul custa R$ 70. Turistas de fora pagam R$ 100.

Grupos que preferem locar um veículo tem a opção de Van de 15 lugares por R$ 940, a Van de 20 lugares por $$ 1.100,00, o microônibus de 28 lugares sai a R$ 1.800,00 e o ônibus com 46 poltronas por R$ 2.500,00.

Outra opção é a Viação Cruzeiro do Sul. Passagem de Campo Grande a Bonito custa entre R$ 66 e R$ 70, nos três período do dia.

imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.