ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MAIO, SEGUNDA  20    CAMPO GRANDE 17º

Diversão

Nioaque quer vingar festa jurássica com história e pastel de dinossauro

Ideia é que Nioaque tenha sua própria versão temática de outras festas como a da Linguiça de Maracaju

Por Aletheya Alves | 14/05/2024 09:29
Pastéis ganharam formato de dinossauro. (Foto: Divulgação/Sebrae)
Pastéis ganharam formato de dinossauro. (Foto: Divulgação/Sebrae)

Pastéis, chocolates e bolos em formato de dinossauros foram preparados pelos feirantes de Nioaque para inaugurar a Feira Jurássica e mostrar que o Vale dos Dinossauros quer vingar sua própria festa temática. E, de forma ainda mais abrangente, a ideia é preparar a cidade para o turismo com a Rota Bioceânica.

Prefeito do município, Valdir Couto Júnior explica que a ideia da feira enquanto um festival gastronômico se liga a ações que começaram em 2022. “Nós aderimos ao programa Cidade Empreendedora (Sebrae) em 2022 e, além das capacitações e orientações, também estamos investindo no turismo, ainda mais com a Rota Bioceânica”.

Com Nioaque tendo sítios paleontológicos importantes, são os dinossauros que dão a identidade do município. E, por isso, o prefeito explica que, assim como existem as festas da Farinha e da Linguiça de Maracaju, por exemplo, Nioaque agora tem o festival gastronômico jurássico.

Feira teve sua primeira edição com salgados preparados pelos feirantes. (Foto: Divulgação/Prefeitura)
Feira teve sua primeira edição com salgados preparados pelos feirantes. (Foto: Divulgação/Prefeitura)
Após a primeira edição, objetivo é garantir feira anual. (Foto: Divulgação/Prefeitura)
Após a primeira edição, objetivo é garantir feira anual. (Foto: Divulgação/Prefeitura)

“Essa foi nossa primeira edição (realizada no dia 11), então estamos em testes também. Mesmo assim, foi muito bacana. Nós queremos fomentar mesmo a economia e divulgar o turismo jurássico”, diz Valdir.

Além do festival, a praça do município também irá integrar as novidades voltadas ao turismo. “Ela vai ser um receptivo da Rota, vai falar sobre os povos originários, sobre a retirada da Laguna e, é claro, sobre a história baseada em estudo científico envolvendo os dinossauros”.

Por enquanto, ainda não há data confirmada para a próxima edição da feira, mas o objetivo é que ela seja realizada anualmente.

Ao todo, Nioaque tem seis sítios paleontológicos e, neles, mais de 26 pegadas, sendo uma delas de uma espécie chamada Abelissauro.

“Essas pegadas ficaram cravadas na rocha Arenito Botucatu devido ao Mato Grosso do Sul pertencer a um grande deserto que cobriu até o Uruguai. Provavelmente, esses animais estavam bebendo água em um lago, e com as margens desse lago provável, as condições climáticas e a areia do deserto fizeram com que Nioaque ficasse conhecida como a nova Jurassic Park Brasileira”, descreve a assessoria do município sobre os dinossauros.

Acompanhe o Lado B no Instagram @ladobcgoficial, Facebook e Twitter. Tem pauta para sugerir? Mande nas redes sociais ou no Direto das Ruas através do WhatsApp (67) 99669-9563 (chame aqui).

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias