A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 19 de Março de 2019

12/11/2018 08:20

Tradição de início de semana Sarau de Segunda é proibido na Praça dos Imigrantes

Projeto está sem "casa" e deve passa por hiato enquanto outro espaço com infraestrutura não for cedido

Thaís Pimenta
Apresentação do Teatral Grupo de Risco em uma das edições do Sarau de Segunda. (foto: Acervo Pessoal)Apresentação do Teatral Grupo de Risco em uma das edições do Sarau de Segunda. (foto: Acervo Pessoal)

Quatro anos do projeto Sarau de Segunda na Praça dos Imigrantes podem ter fim - ou pelo menos passar por um hiato - depois da decisão da Sectur (Secretaria Municipal de Turismo e Cultura) de revogar a autorização de permanência na praça que fica na Rui Barbosa com a Joaquim Murtinho. Mesmo contemplado pelo Femic (Fundo Municipal de Incentivo a Cultura) de 2018, para realização na Praça dos Imigrantes em 2019, a suspensão se deu por conta de reclamações de um casal de moradores e abaixo assinado até da API (Associação de Artesãos da Praça dos Imigrantes), assinado por 37 pessoas, entre moradores e artesãos.

De acordo com nota de esclarecimento, assinada pela professora Mara Rojas, idealizadora do projeto, são alegados para a revogação a reforma da praça, que acontece no próximo ano, a justificativa de que o Sarau não atende a finalidade da Praça dos Imigrantes e dos artesãos, além do uso excessivo de bebidas alcoólicas e entorpecentes nos arredores do local e cheiro forte de urina na frente das casas. 

A solução seria a transferência, que não foi aceita pelos organizadores. ''Cederam outras praças para que se realizasse o Sarau mas não tem estrutura: sem banheiros!". O projeto já passou pelo Bar da Aguena e Primus Bar, e começou pela iniciativa de músicos que fazem da segunda-feira um fim de semana, já que é o único dia de folga depois das noites tocando pela cidade.

De acordo com a secretária de Cultura, Nilde Brum, provavelmente a Sectur deve discutir novamente o assunto hoje (12). "A associação da praça recebeu uma abaixo assinado dos moradores em função de algumas mazelas que vem acontecendo pelos frequentadores e a Sectur também foi acionada. Na quinta-feira houve uma reunião com a organizadora, mas a secretaria ainda não sabe como o problema se resolverá".

Regiane Ribeiro, Presidente da API (Associação dos Artesãos da Praça dos Imigrantes) explicou que, na verdade, alguns moradores em torno elaboraram o abaixo-assinado e alguns artesãos também assinaram o documento. "Não é um documento feito pela Associação", pontua.

Ela diz ainda que o Sarau acontece justamente no dia em que os artesãos não trabalham e "na verdade o que  sobra para a Associação são as manutenções e limpeza do espaço".

Já os organizadores dizem que "a presença do evento na praça deu vida ao espaço", que permanece com pouco movimento sen eventos como o Sarau de Segunda e a Feira Vegan.

"O Sarau deu a dimensão que não possuía, inclusive aos artesãos que lá expõe, e revelou talentos musicais além de dar lhes visibilidade e a oportunidade do contato com músicos consagrados. O Sarau de Segunda, em um curto período, tornou-se referência cultural na cidade, deu oportunidades a artistas, artesãos e pequenos comerciantes movimentando a economia da cidade. Essa manifestação que começou pequena (em 2014) e cresceu junto aos artistas que frequentam e influenciou outras atividades como o Sarau da Casa Satine e a Feira Afro, que por sua vez alimentam a vida cultural de Campo Grande", finaliza. Hoje é o último dia do evento na Praça dos Imigrantes.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram.



imagem transparente

Classificados


Copyright © 2019 - Campo Grande News - Todos os direitos reservados.