ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEGUNDA  26    CAMPO GRANDE 25º

Faz Bem!

Projeto de psicólogo acolhe quem precisa voltar a olhar para a vida

Projeto acolhe quem tem crises de ansiedade, depressão, comportamento suicida, insônia, violência doméstica e medo do futuro.

Por Thailla Torres | 05/09/2020 07:50
O projeto atua na promoção, prevenção e acolhimento emocional das pessoas que necessitam de um socorro psicológico, especialmente nestes tempos de pandemia. (Foto: Arquivo/Campo Grande News/Alcides Neto)
O projeto atua na promoção, prevenção e acolhimento emocional das pessoas que necessitam de um socorro psicológico, especialmente nestes tempos de pandemia. (Foto: Arquivo/Campo Grande News/Alcides Neto)

Crises de ansiedade, depressão, comportamento suicida, insônia, violência doméstica e medo do futuro. Esses são alguns dos problemas que chegaram com tudo aos consultórios de Psicologia em Campo Grande neste período de pandemia. Sabendo que nem todo mundo tem a sorte de ter um suporte emocional em um momento tão difícil como o que ocorre em 2020, o psicólogo Edinelson Vilalba Queirós, 33 anos, criou um projeto que abraça quem pede socorro e precisar voltar a olhar a vida.

“Papo pela Vida - Plantão de Acolhimento Psicológico On-line”: O projeto oportuniza atendimentos psicológicos no formato de escutas especializadas on-line, por chamadas de vídeo via Skype, Whatsapp ou chamada telefônica.

“O projeto atua na promoção, prevenção e acolhimento emocional das pessoas que necessitam de um socorro psicológico, especialmente nestes tempos de pandemia. Ele possibilita, entre tantas outras coisas, levar o acesso ao psicólogo a quem mais precisa e que não tem condições de arcar financeiramente com uma consulta particular, ou ainda, quem não encontra atendimento no setor público”, explica o especialista.

Além de moradores de Campo Grande, frequentemente, pessoas de todos os cantos do Brasil são atendidas pelo projeto, de crianças a idosos.

Neste momento, ele e outros profissionais planejam transformar o projeto em uma plataforma digital de atendimentos psicológicos on-line para que que seja possível alcançar mais vidas que necessitam desse tipo de apoio.

“Os planos e as metas são de darmos continuidade na oferta dos plantões psicológicos até o fim de 2020 e, a partir de 2021, expandir ainda mais as ações do projeto. No entanto, como o projeto é totalmente voluntário, para que estes planos e metas sejam alcançados e se tornem realidade o mais rápido possível, necessitamos de apoio e ajuda, principalmente na criação desta plataforma digital”, destaca Edinelson.

Edinelson realiza atendimentos on-line.
Edinelson realiza atendimentos on-line.

Na visão do profissional, a pandemia do novo coronavírus é e continuará sendo um divisor de águas na história recente da humanidade. “São muitas as mudanças e os impactos no comportamento das pessoas através da covid-19, entre elas, a importância de cuidar da saúde física, mental, emocional e espiritual”, afirma.

Hoje, a saúde mental e emocional, segundo ele, grita por socorro. “Se antes da pandemia já vivíamos um aumento do número de casos de transtornos mentais nas pessoas, tais como, crises de ansiedade, depressão, autolesão, automutilação, comportamento suicida, agora, no contexto pandêmico, a tendência é piorar, se nada for feito com antecedência e urgência”, pontua.

E com os momentos de crises, instabilidades, inseguranças, medos e desafios quanto ao futuro, é possível que haja um aumento significativo dos casos de suicídio e fragilidade emocional das pessoas.

“No entanto, é possível sim reverter este quadro, se os governos se sensibilizarem cada vez mais para o reconhecimento e a valorização da saúde mental. Cabe ressaltar também que as famílias devem ficar mais atentas aos comportamentos de seus membros, especialmente as crianças, adolescentes e idosos, públicos que tendem a ser e estar mais suscetíveis às doenças mentais. Nada que um excelente diálogo constante com muito amor, afeto e carinho e um estabelecimento de limites possam contribuir para o resgate ou a permanência da saúde mental e emocional das pessoas.”

O Telefone para entrar em contato com o Projeto Papo pela Vida é (67) 99944-0757.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário