ACOMPANHE-NOS    
MARÇO, SEGUNDA  30    CAMPO GRANDE 32º

Games

E lá se foram 10 anos dos remakes de Pokémon Gold & Silver

Por Fernando Fenero | 27/02/2020 06:55
E lá se foram 10 anos dos remakes de Pokémon Gold & Silver

No auge da febre Pokémon no fim dos anos 90, a segunda geração chegava às prateleiras para o inovador Game Boy Color em sua telinha colorida de 56 cores simultâneas e 160x144 pixels. Uma razão mais do que o suficiente para trocar o Game Boy clássico e adquirir um novo.

Pokemon Gold\Silver seguia a mesma linha dos antecessores Red, Green, Blue e Yellow, mas em um mundo expandido, que é seu maior acerto. Ampliaram a quantidade de Pokémon, colocaram mais um continente, e diversas mecânicas foram melhoradas.

A Nintendo, que já havia se aventurado na ideia de fazer remake dos primeiros títulos da série com Pokémon FireRed e LeafGreen para Game Boy Advanced , agora tinha a missão de levar a segunda geração para o Nintendo DS, seu novo console portátil.

E foi aqui que a empresa fez um de seus melhores trabalhos na franquia, Pokémon HeartGold e SoulSilver seguem o mesmo roteiro, com visual totalmente renovado, mecânicas facilitadas e muito mais. Não é de hoje que a Big N tenta tirar o jogador do sofá, e em 2010 quando as novidades foram lançadas, havia uma coisinha a mais que convidava a criança a correr por aí em troca de objetivos específicos no game.

Se tratava do Pokewalker, uma mistura de pokebola com tamagotchi, onde o jogador colocaria um Pokémon para acompanhar em suas andanças, contabilizando passos que dariam pontos de experiência para o monstrinho, além das possibilidades de conseguir itens e capturar novas criaturas. Depois de um dia inteiro contanto passos no bolso do jogador, ele transmitia via infra-vermelho para o jogo todos os dados, criando uma dinâmica muito interessante.

Outra novidade do remake é o fato do Pokémon andar fora da pokebola, acompanhando o jogador e se manifestando em alguns momentos e também obtendo itens do chão para incrementar sua mochila. Se em Yellow seu Pikachu já podia te seguir por aí, em HG\SS todos os monstrinhos poderiam te fazer companhia, mudando de humor e ajudando em diversas situações.

É fácil entender como mesmo depois de 10 anos do lançamento do remake (e 21 dos jogos originais) muitos fãs ainda tenham muito carinho por esses títulos, em especial por ter o efeito nostálgico em todos aqueles que puderam ver seus Pokémon em cores ainda na década de 90 depois de anos com o Game Boy monocromático. De qualquer forma, mesmo para um iniciante na série, esses títulos funcionam muito bem como porta de entrada por oferecer tudo o que a franquia já ficou famosa. É realmente empolgante começar uma jornada Pokémon.

Conheça o Video Game Data Base, o museu virtual brasileiro dos videogames.

E lá se foram 10 anos dos remakes de Pokémon Gold & Silver