ACOMPANHE-NOS    
MARÇO, SÁBADO  28    CAMPO GRANDE 30º

Sabor

Como o açaí, empresas colocam guavira na tigela e isca de peixe no palito

Por Ângela Kempfer | 06/06/2012 12:07
Picolé de laranjinha do pacu.
Picolé de laranjinha do pacu.

Depois do sucesso da marca Frutas do Cerrado, o que é nativo tem cada vez mais valor no mercado. As versões geladas são maioria, começam pela guavira na tigela e vão até a "Laranjinha do Pacu" no palito, um picolé feito com polpa da fruta que até então era usada como isca para peixes no Pantanal.

Com o sabor azedinho e cor amarela, o picolé é um dos 38 sabores da Frutos do Mato. A empresa criada pelas irmãs Darli e Renata, tem a fábrica no bairro Jóquei Clube, em Campo Grande e produz cerca de 200 mil sorvetes ao mês.

Formada em Química, Darli trabalhou durante anos na UFMS em projeto sobre frutas regionais e quando saiu da universidade passou a criar picolés. Hoje, além de providenciar fórmulas, publicidade e venda, também coordena a “captura” as frutas nativas, até em praças da cidade.

“O cumbaru, por exemplo, tem de monte nas praças aqui de Campo Grande e é lá que vamos buscar. Todas as polpas são aqui do Estado, a maioria de assentamentos rurais”, conta Darli. Já a laranjinha do pacu vem do Porto da Manga, em Corumbá.

Estande do Açaí do Adauton, na Mostra de Sustentabilidade.
Estande do Açaí do Adauton, na Mostra de Sustentabilidade.

A mesma fonte abastece a Natural Frutas Tropicais, fábrica que há cerca de seis meses colocou no mercado o cupuaçu e a guavira na tigela, como já fazia tradicionalmente com a marca Açaí Du Adauton.

A guavira vem de Bonito, da agricultura familiar, uma forma de prezar a sustentabilidade.

Os cremes são vendidos em dois pontos nos altos da avenida Afonso Pena e no Suco da Orla - na Orla Morena. A receita é do próprio Adauton, dono da Natural Frutas Tropicais que adaptou o açaí na tigela ao cupuaçu e guavira. Os potinhos de 500 ml custam R$ 7,50. Já o de 100 ml tem o preço de R$ 2,50.

"A única coisa que atrapalha é a falta de valor ao que é daqui. As pessoas acham que tem menos valor o que feito de fruta encontrada no mato", reclama Adauton.

A marca também produz frozen de iogurte com goiaba orgânica produzida em Itaporã e de maracujá orgânico vindo de Rio Negro. "Tudo coletado de forma sustentável", garante o dono da marca.

A oportunidade de conhecer as novidades está na Mostra de Soluções Sustentáveis, no Golden Class. Tanto a Frutos do Mato, quando o Açai do Adauton tem estandes na exposição que vai até o dia 7 de junho, a partir das 14 horas.