ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, TERÇA  01    CAMPO GRANDE 28º

Sabor

De salgado a doce, receitas diets são bem mais do que a gente conhece

Para comer sem riscos, veja receitas que vão além da sobremesa para este fim de semana

Por Raul Delvizio | 14/11/2020 07:36
Para os diabéticos, açúcar não é apenas o inimigo número 1 – mas existem maneiras de se contorná-lo (Foto: Sharon McCutcheon)
Para os diabéticos, açúcar não é apenas o inimigo número 1 – mas existem maneiras de se contorná-lo (Foto: Sharon McCutcheon)

Receitas diet não foram feitas apenas para os diabéticos. Em homenagem ao Dia Mundial de Atenção ao Diabetes, o Menu da Nutricionista de hoje fala da alimentação daqueles 463 milhões – sendo 9 milhões apenas de brasileiros – que vivem com a doença do tipo 2 (DM2). E mostra como é bem mais fácil e nutritivo aplicar o conceito diet numa alimentação regular.

Originalmente, a palavra diet significa uma receita que contém pelo menos 1 ingrediente a menos. Por exemplo, ao se fazer um bolo e não utilizar farinha, fazendo uma substituição adequada, isso já pode ser considerado uma receita diet. Por sua vez, o light tem um significado similar, pois quer dizer receitas com pelo menos 25% a menos de qualquer outros ingrediente.

"Mas com o passar do tempo, as duas palavras se popularizaram para receitas ou alimentos que não contém açúcar e, no caso do light, que também tenha menor nível de gordura", explica a nutricionista Beatriz Soares de Camargo.

Bia é uma profissional especializada em doenças crônicas – como o diabetes – com foco na mudança de comportamento dos seus pacientes. Para ela, receitas diets salgadas deveriam estar mais presentes no cotidiano das pessoas pois trabalham basicamente com a diminuição de carboidratos e aumento da chamada fibra alimentar, o que ajuda o organismo a processar de forma gradual os nutrientes, inclusive os açúcares prejudiciais a quem possui a doença.

Fibra é o segredo da vez no controle do índice glicêmico (Foto: Daniel Gold)
Fibra é o segredo da vez no controle do índice glicêmico (Foto: Daniel Gold)

"Fibra é a palavra-chave. Tudo depende do caso, porém o mais importante do que a quantidade de açúcar e carboidrato é a velocidade no qual eles caem na corrente sanguínea. Pro paciente, se deve evitar ao máximo o descontrole da oscilação glicêmica (quando a taxa de açúcar no sangue sobe ou desce muito rápido), o que vai causar uma descompensação pro diabetes. E isso a gente já sabe: faz mal pro rim, pro coração, pro corpo todo", considera.

Existem alguns tipos de alimentos que até possuem açúcares e/ou carboidratos em grande quantidade, mas por terem muito mais fibra alimentar são bastantes indicados para o controle da glicemia (taxa de açúcar no sangue).

"O arroz integral, a aveia, a maçã e até a semente de linhaça têm o dobro de fibra na porção. Portanto, demora um pouco mais para 'chegarem' no sangue e, com isso, não acontece uma forte oscilação glicêmica. No caso das frutas, a frutose (açúcar das frutas) seria um problema se o alimento a ser digerido não conter fibras – e não é o caso da banana, por exemplo. Por isso o sorvete feito a base da fruta é uma boa opção de sobremesa", afirma Beatriz.

Confira três receitas abaixo:

Tomates recheados com farofa de sardinha e queijo parmesão

Tomates recheados com farofa de sardinha e queijo parmesão (Foto: Arquivo Pessoal)
Tomates recheados com farofa de sardinha e queijo parmesão (Foto: Arquivo Pessoal)

Ingredientes:

  • 4 tomates maduros
  • 1 lata de sardinha
  • ½ xícara de farinha de mandioca torrada
  • ½ cebola picada
  • 2 dentes de alho
  • 1 xícara de queijo parmesão
  • Azeite, sal e pimenta do reino a gosto

Modo de preparo –  Corte uma tampa no tomate e com a ajuda de uma colher retire todo o recheio e sementes. Tempere com azeite, sal e pimenta do reino. Em um recipiente, misture a sardinha (escorrer o óleo antes) com a farinha de mandioca, a cebola, o alho e o queijo parmesão até ficar na consistência de uma massinha que esfarela. Caso necessário, coloque um pouco de azeite. Recheie os tomates com a massa e coloque um pouco de queijo parmesão em cima para decorar. Asse em forno pré-aquecido a 220ºC durante 30 minutos. Esta receita serve até duas pessoas.

Dica da Bia – Sirva com uma salada verde bem fresquinha para harmonizar com o prato e adicionar ainda mais fibras, principalmente quando estamos nos atentando ao controle da glicemia.

Assado de legumes com ovos

Assado de legumes com ovos (Foto: Arquivo Pessoal)
Assado de legumes com ovos (Foto: Arquivo Pessoal)

Ingredientes:

  • 2 tomates
  • 1 cebola
  • 2 abobrinhas
  • 3 dentes de alho
  • 4 ovos
  • 10 unidades de cogumelos da sua preferência
  • Azeite, orégano, sal e pimenta do reino a gosto

Modo de preparo – Pique todos os legumes em cubos pequenos e tempere com sal, azeite, pimenta do reino e orégano a gosto. Cubra com papel alumínio e coloque para assar em forno pré-aquecido a 220ºC durante 30 minutos. Quando os legumes já estiverem macios, abra pequenos espaços entre eles com a ajuda de uma colher e quebre um ovo em cada espaço temperando levemente com sal. Coloque para assar novamente, sem o papel alumínio por mais 8 minutos. Esta receita serve até quatro pessoas.

Dica da Bia – Você pode usar qualquer legume que tiver em casa, como por exemplo brócolis, couve flor, berinjela e mais. Porém, evite usar alimentos que tenham muito carboidrato como batata, abóbora ou mandioca. Caso escolha esses alimentos, lembre-se sempre de comer com salada verde por conta da fibra. Os ovos podem ser substituídos or pedacinhos de linguiça, frango ou tirinhas de carne. Caso sobre, pode armazenar em potinhos e congelar os legumes, depois é só usar para fazer uma sopa, por exemplo.

Sorvete de banana salpicado com canela (Foto: Arquivo Pessoal)
Sorvete de banana salpicado com canela (Foto: Arquivo Pessoal)

Sorvete de banana

Ingredientes:

  • 2 bananas mais maduras possíveis picadas e congeladas
  • 1 colher de pasta de amendoim sem açúcar
  • Canela a gosto

Modo de preparo – Em um processador ou liquidificador, coloque as bananas picadas e a pasta de amendoim e bata até obter uma consistência cremosa igual a de sorvete. Caso seja necessário, coloque água bem aos pouquinhos. Salpique canela por cima e sirva. Esta receita serve até duas pessoas.

Dica da Bia – A pasta de amendoim adiciona proteína e gordura que também ajudam na velocidade na qual o açúcar cai no sangue, mas pode ser substituído por 1 colher de aveia em flocos finos, e adoce o sorvete com 1 tâmara sem caroço. Para outros sabores, a banana pode ser batida junto de morangos congelados ou então com cacau 100%, sem esquecer de adicionar a aveia e a tâmara ao final.

Curta o Lado B no Facebook e no Instagram. Tem uma pauta bacana para sugerir? Mande pelas redes sociais, e-mail: ladob@news.com.br ou no Direto das Ruas através do WhatsApp do Campo Grande News (67) 99669-9563.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário