ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
DEZEMBRO, SÁBADO  09    CAMPO GRANDE 26º

Sabor

Usando só pão francês, food truck serve sanduíches com recheios elaborados

Aline Araújo | 01/06/2015 06:12
Sanduíche são todos servidos no pão francês. Foto: Divulgação)
Sanduíche são todos servidos no pão francês. Foto: Divulgação)

Sabe o pão mais querido e conhecido do brasileiro, o francês? Em Campo Grande um Food Truk deu a ele uma pegada mais sofisticada, com recheios elaborados. A ideia é combinar sabores que valorizem nossos ingredientes regionais e ao mesmo tempo sejam novidades.

O "No Francês" é um trailer todo feito com pintura de quadro negro. A identidade visual é graciosa e procura aproximar o cliente, que pode deixar o seu recado ali, na lataria. Ela vai estar no Food Park que será inaugurado no dia 9 de junho, mas a inauguração, o primeiro “test drive”, aconteceu na tarde de sábado, em frente a Casa do Chef, na rua Euclides da Cunha. A parceria serviu para divulgar o truck e também a cervejaria.

Silvia e Simony se juntaram para transformar o projeto No Francês em realidade. (Foto: Simão Nogueira)
Silvia e Simony se juntaram para transformar o projeto No Francês em realidade. (Foto: Simão Nogueira)

A história do projeto de fazer sanduíches no pão francês surgiu quando Simony Zarate, de 29 anos, cursou gastronomia no Senac, em 2012, e um professor deu a ideia. Anos depois, ela se uniu a amiga e arquiteta Silvia Bochnia, de 31 anos, e as duas resolveram tirar o sonho do papel.

“É o pão que todo mundo come, mas com elementos diferentes e recheios bem pensados. Com ingredientes regionais, como o queijo de cabra do Sitio Harmonia, por exemplo, e a mistura de sabores não tão comuns no cotidiano”, comenta Simony.

A inauguração foi em um evento na Casa do Chef.(Foto: divulgação)
A inauguração foi em um evento na Casa do Chef.(Foto: divulgação)

As duas projetaram cada detalhe para atender as funções de cozinha e também agradar o olhar dos clientes.

“Foi feito em várias mãos, com as nossas ideias e também com a das pessoas que participaram do projeto. Desde quem a gente contratou para fazer, até o amigo artista que pensou nos desenhos e o publicitário que desenvolveu a nossa marca, tudo bem artesanal e coletivo, como o food truck tem que ser”, comenta Silvia.

Muitos testes ocorreram e muita pesquisa também para apresentar o resultado. Mas nada de cardápio fixo, a ideia é que cada semana novos recheios entrem de maneira rotativa. Serão cinco recheios por vez, mas na tarde de sábado três sabores foram vendidos, pelo preço de inauguração, R$ 16,00.

“Quando abrirmos pode ser que tenham sabores que custem um pouco mais ou um pouco menos”, esclarece Silvia.

Na abertura, teve sanduíche de pernil, com salada Coleslaw (repolho, cenoura, molho e temperos), queijo Gruyère e geleia de manga com pimenta.

Outra opção era de carne louca, com queijo coalho e o vegetariano, com queijo de cabra, conserva de abobrinha italiana e alho frito.

Quem participou do evento pode comprar um cerveja artesanal para acompanhar o lanche.

Nos siga no Google Notícias