ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, SEXTA  19    CAMPO GRANDE 27º

Lado Rural

Capital recebe o primeiro evento carbono neutro do agro de MS

Interagro terá ministro de Economia do governo passado, Paulo Guedes, entre os palestrantes

Por José Roberto dos Santos | 18/06/2024 12:22
Presidente da Famasul, Marcelo Bertoni, fala durante Inteagro realizado em 2023, com auditório lotado. (Foto: Divulgação)
Presidente da Famasul, Marcelo Bertoni, fala durante Inteagro realizado em 2023, com auditório lotado. (Foto: Divulgação)

O Sindicato Rural de Campo Grande, Rochedo e Corguinho promove o Interagro nos dias 20, 21 e 22 de junho. O evento reúne nomes da política nacional e referências na pecuária, como o ministro da economia (2019-2022) Paulo Guedes, o presidente da FPA (Frente Parlamentar da Agropecuária), Pedro Lupion e a pecuarista Carmen Perez. A fim de aplicar o conceito da sustentabilidade, o evento será o primeiro do setor agropecuário sul-mato-grossense a ser considerado "carbono neutro", medindo e compensando todas as emissões geradas durante sua realização, no Centro de Convenções Rubens Gil de Camilo, em Campo Grande (MS)

Segundo toda distribuída pela assessoria de comunicação do sindicato rural à imprensa, todas as métricas de emissões de carbono serão administradas pela empresa AMAIS Governança Agroambiental, que compensará essas emissões em um fundo de crédito oficial do Brasil, na Amazônia. A empresa também se responsabilizará pelos resíduos gerados no evento, com separação dos materiais recicláveis e dos orgânicos, que serão destinados à produção de adubo.

“Da porteira para fora também precisamos dar o exemplo, evidenciando o ESG (sigla em inglês para environmental, social and governance – traduzido para o português, ambiental, social e governança) na prática e com isso mostrando que ser sustentável é uma ação cotidiana, e que precisa entrar na conta. É necessário medir e apresentar os resultados de forma concreta”, explica o presidente do sindicato rural, Alessandro Coelho.

Segundo a CEO da AMAIS, Daniele Coelho Marques, o evento inova ao demandar essa metrificação, a fim de compensar suas emissões. “É uma iniciativa louvável. Poucos eventos no Brasil se atentam para a necessidade de se medir e compensar suas emissões. Representantes da agropecuária realmente saem a frente com esse perfil de iniciativa, que em pouco tempo deverá ser o básico para qualquer tipo de evento”.

Medições de CO2 e lixo zero

De acordo com Daniele Coelho, entre as ações consideradas para as métricas de emissões de CO2 estão as emissões diretas do evento, mas também as indiretas, causadas pelos participantes, como: o número de pessoas presentes no local, número de carros, equipamentos utilizados, como geradores, churrasqueira, materiais de iluminação e elétricos, gás de cozinha, entre outros.

A empresa também medirá as emissões dos voos utilizados pelos palestrantes de fora do Estado, seus deslocamentos terrestres, e ainda destinará todo lixo orgânico para produção de adubo, fazendo do Interagro, um evento lixo zero. As iniciativas serão registradas em um relatório de sustentabilidade, incluindo as ações vinculadas aos ODS – Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, ligados ao Pacto Global Agenda 2030, da ONU.

O Interagro inicia nesta quinta-feira (20), a partir das 18h, no Centro de Convenções Rubens Gil de Camillo. As inscrições para o evento seguem abertas e podem ser feitas clicando AQUI.


Nos siga no Google Notícias