ACOMPANHE-NOS    
JULHO, DOMINGO  03    CAMPO GRANDE 30º

Meio Ambiente

Após denúncia, operação fecha madeireira irregular no Bairro Nova Lima

Flagrante foi nesta manhã, na Avenida Lino Villacha, em bairro localizado na saída para Cuiabá

Por Viviane Oliveira e Bruna Marques | 18/05/2022 12:11
Madeireira foi fechada pela equipe policial durante operação realizada nesta manhã. (Foto: Marcos Maluf) 
Madeireira foi fechada pela equipe policial durante operação realizada nesta manhã. (Foto: Marcos Maluf) 

Equipes da Decat (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Ambientais e de Atendimento ao Turista) fecharam uma madeireira por funcionar de forma irregular. O flagrante foi na manhã desta quarta-feira (18), na Avenida Lino Villacha, no Nova Lima, bairro localizado na saída para Cuiabá, em Campo Grande.

Segundo o delegado Maércio Alves Barbosa, a polícia chegou ao local após denúncia. Desde 2015, o empresário não fazia declaração no sistema cadastral do Ibama (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul), junto ao Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul), chamado Sinaflor (Sistema Nacional de Controle da Origem dos Produtos Florestais).

“As movimentações dele estavam bloqueadas, ele não estava declarando. Administrativamente a madeira está irregular, porque não há origem declarada”, explicou o delegado.

Movimentação de políciais na madeireira. (Foto: Direto das Ruas) 
Movimentação de políciais na madeireira. (Foto: Direto das Ruas) 

Como o proprietário da madeireira não estava no local, os dois filhos do dono da empresa foram levados como testemunhas para prestar esclarecimento na delegacia. Foi dado um prazo de 2 dias para o empresário apresentar documento que comprove a origem do produto. No local, foram apreendidos 500² metros cúbicos de madeiras de várias espécies. A PMA (Polícia Militar Ambiental) foi acionada e informou que o proprietário será multado em R$ 150 mil.

Nos siga no Google Notícias