ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEXTA  30    CAMPO GRANDE 23º

Meio Ambiente

Comissão do Senado sobre queimadas no Pantanal vem a MS no dia 3

Em Corumbá, grupo, que deve incluir vice-presidente, vai avaliar a situação da população e das áreas incendiadas

Por Aline dos Santos | 23/09/2020 11:58
Imagens do fogo se espalhando pelo Pantanal, na madrugada de terça-feira. (Foto: Corpo de Bombeiros)
Imagens do fogo se espalhando pelo Pantanal, na madrugada de terça-feira. (Foto: Corpo de Bombeiros)

Formada para acompanhar incêndios no Pantanal , comissão de senadores aprovou nesta quarta-feira (dia 23), durante reunião remota, viagem a Corumbá, a 419 km de Campo Grande. De acordo com a Agência Senado, a visita será no dia 3 de outubro.  O objetivo é elaborar uma normativa, similar ao “Estatuto do Pantanal”.

O grupo vai avaliar a situação da população e das áreas incendiadas no Pantanal, ecossistema que se distribui por Mato Grosso do Sul e Mato Grosso. Os senadores também aprovaram a realização de audiências públicas na Comissão Temporária Externa do Pantanal para debater atuação do governo na prevenção e no combate às queimadas no bioma.

De acordo com a Agência Brasil, várias autoridades – como o vice-presidente da República, Hamilton Mourão, e os ministros Ricardo Salles (Meio Ambiente), Tereza Cristina (Agricultura) e Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional) - serão convidadas até amanhã pelo presidente e pelo relator do colegiado - senadores Nelsinho Trad (PSD) e Wellington Fagundes (PL-MT) - para conhecerem a situação na região de Corumbá.

Conforme o plano de trabalho, a lista de autoridades também inclui o governador Reinaldo Azambuja (PSDB), a bancada federal de MS e prefeito Marcelo Iunes (PSDB).

A reunião também terá representantes do Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), ICmBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade), Funai (Fundação Nacional do Índio), Instituto Homem Pantaneiro, Aprosoja/MS (Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso do Sul), Acrisul (Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul), Famasul (Federação de Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul) e Sindicato Rural de Corumbá.

Somente este ano, a área queimada no Pantanal chega a 2,916 milhões de hectares, sendo 1,742 milhão de hectares no Pantanal de Mato Grosso e 1,165 milhão de hectares no Pantanal sul-mato-grossense.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário