ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, DOMINGO  25    CAMPO GRANDE 32º

Meio Ambiente

Defensoria prega abertura temporária de lixão em Campo Grande

Por Luciana Brazil | 11/01/2013 12:14
Olga diz que catadores precisam de condições dignas de trabalho. (Foto:Rodrigo Pazinato)
Olga diz que catadores precisam de condições dignas de trabalho. (Foto:Rodrigo Pazinato)

A Defensoria Publica Estadual solicitou audiência com prefeito Alcides Bernal (PP) e defende a abertura temporária do lixão de Campo Grande, fechado em dezembro do ano passado. De acordo com a defensora Olga Lemos Cardoso, a intenção é amparar os catadores que estão sem trabalho, até que a UTR (Usina de Tratamento de Resíduos) esteja pronta.

Segundo Olga, a administração anterior não cumpriu os requisitos do acordo com o MPE (Ministério Público Estadual). “Eles fingiram que cumpriram uma ordem judicial, mas não havia nem mesmo um representante dos catadores”, disse.

A defensora afirmou que apenas o prefeito poderá decidir se reabre ou não o lixão. “Ele que vai decidir, já que o acordo com o município não foi cumprido pela outra prefeitura (Nelson Trad Filho). Nós vamos pedir que seja aberto, até que a UTR fique pronta”.

Ela ainda ressaltou que a órgão defende um salário digno aos catadores e a boas condições de trabalho. “Não deram materiais para eles produzirem. Nós queremos que estes catadores possam trabalhar na UTR com o aparato necessário”.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário