A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 21 de Novembro de 2017

23/12/2016 06:43

Fazendeiro desmata quase 2 mil hectares e é multado em R$ 1,9 milhão

Priscilla Peres

Proprietário de uma fazenda em Aquidauana - distante 135 km de Campo Grande, foi multado em R$ 1,9 milhão por desmatar ilegalmente quase 2 mil hectares de vegetação nativa. O caso foi denunciado pelo Ministério Público de Mato Grosso do Sul e a infração autuada pelo Imasul (Instituto de Meio Ambiente de MS).

Além da multa milionária, todas as licenças ambientais da Fazenda Querência foram suspensas, entre elas a de uma carvoaria que atuava no local. Técnicos do Imasul fizeram vistorias na fazenda e encontraram as irregularidades.

Na época da autuação, estava sendo analisado o Estudo de Impacto Ambiental/Relatório de Impacto ao Meio Ambiente, para obtenção da autorização de desmatamento de 8.128 hectares da propriedade. Porém, o proprietário iniciou o desmatamento no local antes mesmo da emissão da licença.

O proprietário do imóvel rural realizou a supressão irregular de 1400 hectares de vegetação. Além disso, no processo de revisão das autorizações anteriores e confrontamento com o laudo da vistoria foi constatado desmatamento de outros 548,05 hectares de mata nativa de forma irregular – totalizando assim 1948,05 hectares de desmatamento ilegal e a aplicação de multa no valor de R$ 1.958.056,00, passível de recurso.

O relatório sobre o desmatamento ilegal identificado na Fazenda Querência, juntamente com o auto de infração emitido pelo Imasul, também será encaminhado à superintendência do Ibama no Estado e ao relator do processo de EIA/RIMA da propriedade no CECA para finalização do parecer.



A fórmula é a seguinte: desmata, espera a multa, recorre, apresenta um projeto fajuto de recuperação, o IMASUL que está sendo investigado pelo MPE aprova, depois de 10 anos caduca e está tudo em casa.
 
marco em 23/12/2016 07:45:18
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions