ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, QUINTA  02    CAMPO GRANDE 29º

Meio Ambiente

Jacarés são "encurralados" pelo gado que tenta matar a sede no Pantanal

Vídeo mostra animais dividindo espaço no que resta de água em um açude lamacento

Por Adriano Fernandes | 21/09/2021 22:26


A seca no Pantanal segue rendendo imagens impressionantes, que refletem o desespero dos animais após dias de estiagem. Vídeo ao qual o Campo Grande News teve acesso, mostra centenas de jacarés sendo "encurralados" pelo gado, que busca matar a sede no que resta de água em um açude lamacento.

A imagem causa espanto até em quem já se acostumou a viver no Pantanal de extremos, onde ou chove muito ou nada. "Olha o que é a seca no Pantanal, olha. Olha o jacaré, rapaz! Barbaridade, que coisa feia", diz o pantaneiro.

O vídeo foi postado no Instagram pelo trabalhador rural Cristiano Carneiro e acumula pouco mais de 530 visualizações. Procurado pela reportagem, Cristiano Carneiro informou que recebeu o vídeo através de um grupo no WhatsApp, nesta segunda-feira (21). Não se sabe quem é o autor da filmagem ou em qual região do Pantanal ele foi gravado.

As imagens remetem a outro vídeo que, há quase um ano, bombou nas redes sociais por retratar um "mar" de jacarés no açude da fazenda Palmerinha, na região conhecida como Boca do Caronal, à beira do Rio Taquari. O panorama retratado naquela época era o mesmo: seca, gado com sede e jacarés amontoados. Veja aqui.

Em julho deste ano, outro vídeo publicado em canal do YouTube em fevereiro de 2020, também viralizou, após ter sido repostado em página estadunidense no Instagram. Nele, um barco aparece atravessando um curso d'água repleto de jacarés. Confira.

Instinto - Na seca, os jacarés se comportam dessa maneira por instinto de sobrevivência. Eles se juntam, justamente pela falta da água, que serve como fonte de alimento, mas também ajuda a controlar a temperatura do corpo, uma vez que jacarés são animais de sangue frio. Alguns animais migram para floresta em busca de forragens ou para outros banhados, caso contrário, morrem.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário