ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, DOMINGO  25    CAMPO GRANDE 33º

Meio Ambiente

MPF pede fim da "alimentação" para atrair onça pintada no Pantanal de MS

Por Bruno Chaves | 16/12/2013 13:39

As fundações de Turismo e Meio Ambiente de Corumbá foram orientadas pelo MPF/MS (Ministério Público Federal em Mato Grosso do Sul) a colocarem fim na prática de “ceva” de animais silvestres – praticadas por empresas de turismo – no Pantanal do Estado.

De acordo com o MPF, onças-pintadas estariam sendo alimentadas por funcionários das empresas para que os turistas consigam observar o animal em visitas ao Pantanal. Além ser crime ambiental, a prática pode expor os visitantes a sérios ataques.

A denúncia de que a “ceva” estaria ocorrendo em Corumbá foi feita pelo Instituto Homem Pantaneiro, que apresentou vídeos que comprovam a ação com as onças. O fato também estaria acontecendo com ariranhas.

Para o pesquisador Walfrido Tomás, da Embrapa Pantanal, alimentar os animais afeta a organização natural da espécie e aumenta os riscos de ataque. “Quando a onça perde o medo da aproximação humana, pode atacar, culminando em graves acidentes”, disse à assessoria.

Recomendação – As fundações de Turismo e de Meio Ambiente de Corumbá foram orientadas pelo MPF para realizarem ações conjuntas com a intenção de interromper e coibir a “ceva” de animais silvestres, além de alertar as empresas de turismo que a conduta pode resultar em responsabilização administrativa e criminal.

As fundações também devem promover uma campanha de conscientização no município para desestimular a prática ilegal e alertar aos turistas sobre os riscos que a atividade oferece.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário