ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, SEGUNDA  26    CAMPO GRANDE 25º

Meio Ambiente

"Nuvem" de fumaça das queimadas do Pantanal e Amazônia já atinge 5 países

Estima-se que a fumaça ocasionada pelas queimadas está sobre uma faixa de pelo menos 4 mil quilômetros da América Latina

Por Adriano Fernandes | 20/09/2020 19:08
A fumaça das queimadas na Amazônia e no Pantanal já se estende por mais de 4 mil quilômetros da América Latina e chega a cobrir parte dos países vizinhos – Imagem de 19 de setembro — (Foto: Inpe/ReproduçãoG1)
A fumaça das queimadas na Amazônia e no Pantanal já se estende por mais de 4 mil quilômetros da América Latina e chega a cobrir parte dos países vizinhos – Imagem de 19 de setembro — (Foto: Inpe/ReproduçãoG1)

A fumaça das queimadas na Amazônia e no Pantanal já atinge parte dos territórios do Peru, Bolívia, Paraguai, Argentina e Uruguai, conforme retrata imagem de satélite divulgada pelo Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais).

Além de estados como Rio de Janeiro, Minas Gerais e São Paulo, estima-se que a "nuvem" de fumaça ocasionada pelas queimadas está sobre uma faixa de pelo menos 4 mil quilômetros da América Latina.

Em apenas 19 dias de setembro, o Pantanal já tem bem mais focos de queimadas do que a média histórica total para o mês, conforme levantamento feito pelo portal G1. Foram detectados 5.815 pontos de calor, sendo que o valor médio histórico é de 1.944 para os 30 dias.

Até a última quinta-feira (17), ainda segundo o Inpe, as queimadas no Pantanal representam 11,6% do total registrado este mês em todo Brasil, sendo a pior situação na Amazônia

Até ontem (19) já haviam sido detectados 26.656 focos de calor na floresta amazônica. O número já é 34% superior ao que foi registrado no mês inteiro do ano passado: 19.925. A média para esse período do ano é de 32.812 pontos de queimadas.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário