A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 17 de Agosto de 2017

16/02/2017 17:10

A partir de 2020, carros só funcionarão se ocupantes estiverem com cinto

Paulo Nonato de Souza
Projeto do senador sul-mato-grossense Waldemir Moka já tramita na CCJ do Senado (Foto: Agência Senado)Projeto do senador sul-mato-grossense Waldemir Moka já tramita na CCJ do Senado (Foto: Agência Senado)

Os veículos fabricados no Brasil a partir de 2020 deverão vir com um mecanismo que permita o funcionamento apenas quando todos os passageiros e o motorista estiverem com os cintos afivelados. É o que determina o projeto de lei de autoria do senador Waldemir Moka (PMDB-MS), em tramitação na Comissão de Constituição e Justiça do Senado.

O projeto prevê que a lei entrará em vigor dois anos depois de ser sancionada para que as montadoras tenham tempo de instalar o mecanismo. Isso significa que, se for aprovado este ano, a novidade deverá estar nas ruas e estradas do Brasil a partir de 2020.

“Como cidadão e médico eu considero esse projeto de fundamental importância para a preservação da vida humana. O cinto é o mais eficiente meio de protenção para motoristas e passageiros. Não são raros os acidentes graves em que ocupantes que usavam cinto se salvaram sem maiores sequelas, ao contrario dos que se esquecem ou se negam a usar o cinto de segurança”, disse Moka.

Segundo o parlamentar sul-mato-grossense, a OMS (Organização Mundial de Saúde) considera a falta de uso do sinto de segurança a principal causa de mortes em acidentes de trânsito.

“Estudo realizado pela OMS revelou que o cinto reduz pela metade o risco de lesões fatais no motorista e passageiros do banco dianteiro, e em até 75% nos ocupantes do banco traseiro”, destacou.

Ainda de acordo com o projeto, ficarão de fora da obrigatoriedade os veículos de transporte de passageiros com mais de 10 lugares, e os destinados para exportação.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions