A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 20 de Setembro de 2017

22/08/2017 10:50

Adeus a Pedrossian ocorre em prédio idealizado pelo ex-governador

Pelas coroas de flores, lembranças dos familiares e amigos

Aline dos Santos e Mayara Bueno
Companheira por 69 anos, Maria Aparecida se despede do marido em velório. (Foto: Marcos Ermínio)Companheira por 69 anos, Maria Aparecida se despede do marido em velório. (Foto: Marcos Ermínio)

O ex-governador Pedro Pedrossian, que morreu nesta terça-feira (dia 22) aos 89 anos, é velado em uma das obras que faz parte de sua história: o Centro de Convenções Rubens Gil de Camilo, no Parque dos Poderes.

O velório começou às 10h. Ao lado do caixão, foram perfiladas as bandeiras de Campo Grande, Mato Grosso do Sul e do Brasil. Pelas coroas de flores, lembranças dos familiares, da equipe de cuidadores e do senador Waldemir Moka (PMDB).

Um dos primeiros a chegar, Pedro Pedrossian Neto destaca o legado e, inclusive, que o local onde acontece a despedida foi uma das obras idealizadas pelo avô.

“É um grande orgulho e uma emoção muito grande. Mas temos que aceitar”, diz, dividido entre a admiração pela trajetória e a dor da perda. Neto é secretário municipal de Finanças e Planejamento. 

Casado por 69 anos com Maria Aparecida Pedrossian, homenageada com nome de bairro em Campo Grande, ele deixa seis filhos, 11 netos e 12 bisnetos. Engenheiro, o ex-governador é lembrado pelas grandes obras, como a UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), o estádio Morenão (que leva seu nome), o Hospital Regional Rosa Pedrossian e estradas.

Centro do poder do Estado, o Parque dos Poderes foi inaugurado em 1983 com status de paixão do então governador. Pedro Pedrossian foi governador por três vezes. Primeiro, entre 1966 e 1971, antes da divisão de Mato Grosso. Em 1980, foi nomeado para comandar Mato Grosso do Sul, posto que retomou em 1991, quando foi eleito nas urnas.

Placa conta história no Centro de Convenções,
que se chamava Palácio Popular da Cultura. (Foto: Marcos Ermínio)Placa conta história no Centro de Convenções, que se chamava Palácio Popular da Cultura. (Foto: Marcos Ermínio)
Pedro Pedrossian Neto lembra legado de avô. (Foto: Marcos Ermínio)Pedro Pedrossian Neto lembra legado de avô. (Foto: Marcos Ermínio)



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions